domingo, 20 de setembro de 2020

O que você faria?

 

Quiz Poker Hand - O que você faria?


Esta mão foi jogada no torneio "PartyPoker Premier League IV" em 2010.

Sobre a mesa estavam figuras conhecidas do Poker mundial como: Daniel Negreanu, Phil Hellmuth, Vanessa Rousso, entre outros.

A ação envolveu vários jogadores, os blinds estavam em 2.000 fichas e 7 dos 8 jogadores na mesa pagaram os blinds para ver o Flop.

O Flop vem com J ♠ Q ♠ 6 ♣ e o inglês "Roland de Wolfe", com 6 ♦ 6 ♠ na mão, acerta e faz uma aposta de 13.000 fichas, praticamente dobrando o pote.

Vários jogadores desistem, apenas 2 pagam, o ucraniano "Yevgeniy Timoshenko" com dois pares Q ♦ J ♦ e o italiano "Giovanni Safina" com um par de senhoras Q ♥ 3 ♣.

No Turn vem um 7 ♥.

"De Wolfe" novamente faz uma aposta que praticamente dobra o pote, 45.000 fichas. O pote agora tem 98.000 fichas.

"Timoshenko" mostra-se bastante calmo, e depois de pensar alguns segundos liga e "Safina" desiste imediatamente.

O dealer abre o River com um A ♠.

E então, aparentemente, as dúvidas estão começando a surgir na mente de Roland Wolfe.

Ele tem a melhor mão, um conjunto de 6, mas esta última carta de espadas cria dúvidas em sua cabeça se "Timoshenko" tem um flush.

Roland cometeu o erro de pedir mesa, demonstrando ao oponente que não tinha o flush.

"Timoshenko" analisa toda a situação e conclui que mesmo que seus dois pares não sejam a melhor mão, ele pode facilmente demonstrar um flush. E assim o faz, aplica uma aposta de 150.000 fichas, que é mais do que "De Wolfe" tem, se quiser pagar terá de investir todas as suas fichas.

E com toda a sua insegurança Roland De Wolfe acaba desistindo do crack.



quinta-feira, 17 de setembro de 2020

Relação de Dinheiro Grátis Ativos em Setembro / 2020



Relação de Dinheiro Grátis

Ativos em Setembro / 2020





 



Free no deposit poker bonus at BankrollMob



Diversas salas de Poker OnLine oferecidas pela BankRollMob.

Este mês eles estão distribuindo dinheiro na PartyPoker e na 888poker
BankRollMob também distribui diversos bônus em outras salas de poker, mas verifique se o bonus que você escolher está liberado para seu país. Alguns são somente para jogadores de países europeus.

Seguindo os passos do tutorial eles liberam o dinheiro em no máximo 3 dias.









PokerStrategy é uma das mais antigas e importantes escolas de Poker do mundo.

Além das ofertas de dinheiro grátis para começar a jogar Poker OnLine nas melhores salas, você ainda tem muito material de estudo em vídeos e artigos.

Atualmente eles estão distribuindo um capital inicial GRÁTIS na PokerStars, FullTilt, Natural 8 e Bet365.








Este talvez seja o melhor e mais fácil bônus de se conseguir.

Você vai receber $8 iniciais e a medida que for jogando vão sendo liberadas outras parcelas até $88 dólares 

Basta baixar o programa da 888 Poker, se cadastrar e começar a jogar!!!!

Clique Aqui para baixar o programa da 888 Poker!!!









segunda-feira, 14 de setembro de 2020

O Desafio da Rotina no Poker


Um desafio chamado rotina

O fator emocional na tomada de decisões




por Ivan “RoyalSalute” Santana


Praticar um bom poker diz muito sobre se amparar em bons argumentos e então tomar boas decisões. Com tantas variáveis envolvidas, é natural que surjam questionamentos sobre qual a melhor opção em determinada situação. Que ótimo. Questionamentos aparecem para quem almeja evolução e ainda mais interessante é que bons jogadores têm diferentes posições acerca da mesma situação. Tudo bem. Divergir no poker é saudável e agregador, o que não pode faltar é confiança para se agir da forma como julgou apropriada.

Por mais embasadas que sejam, decisões também sofrem influência do aspecto emocional. No poker, por mais que se tenha experiência, novas e peculiares situações aparecem a cada dia. Para quem ama o que faz, um desafio mágico é articulado e estar confiante para enfrentá-lo é fundamental. Não vais ganhar todos os potes, mas vais brigar até o fim por cada um. Fazer o que for possível, o esforço mental a mais para uma situação. Há muito dinheiro morto no marasmo dos demais. Trata-se de jogar o jogo mão a mão, fazer o melhor de si pra cada situação. Dormir tranquilo. Quão frustrante pode ser a culpa por saber o que fazer e lhe faltar a coragem? Neste ponto, da coragem racionalmente amparada que não chega a ser desapego, é onde a experiência transborda.

Quando se está aprendendo poker, é natural que seu cérebro se oriente e tente aprender mais por resultado do que por decisão. Como assim? Você está em uma reta final de um torneio importante e toma determinada decisão. Por mais que julgue correta e tenha valor esperado positivo em longo prazo, o resultado final não necessariamente será feliz. Vide as bad beats. Cruel demais para um cérebro aprendiz e suficiente para envenenar a confiança em uma futura situação. Terminada a mão, é o momento de perceber que há muito lixo a ser reciclado no baú da aprendizagem e há também muito descarte, fundamentais pra continuidade focada no jogo e evitar catástrofes como o tilt.

Profissionais de referência e times com bom suporte e estrutura auxiliam e muito a direcionar confiança para resultados regulares. Confiança não é algo metodicamente ensinável, porém é possível tornar-se mais preparado a partir da observação e troca de experiências com aqueles que já estão no campo de batalha a tempos. Forte abraço e sucesso nas mesas.

Fonte: CardPlayer




sexta-feira, 11 de setembro de 2020

Eis a Questão

Shovar ou não shovar?



por MunhozVs


A decisão de shovar uma mão ou de pagar um shove pré-flop de um rival é uma das mais importantes em um torneio, pois o shove basicamente define a sua vida no jogo.

Neste artigo falaremos sobre os tamanhos de stack onde você deve ou não shovar, tanto em torneios regulares quanto em turbos, os melhores spots para fazer este movimento, as mãos adequadas para o all in quando short stack e em que momentos cabe o call de um shove do vilão.

Para começarmos precisamos definir o que é estar short stack, esta definição muda de acordo com o tipo de torneio, em torneios turbos, por exemplo, você pode se considerar short se tiver menos de 7 ou 8 big blinds, em um torneio regular esse número já é de 10 a 12 big blinds (não que seja um stack confortável em torneios regulares, mas é um stack que ainda permite manobras, como um mini-raise/fold).

Com menos do que estes stacks você já pode considerar fortemente o shove. Você deve considerar também o quanto o seu stack pode machucar os outros jogadores da mesa, esta informação é importante, pois se a maioria dos jogadores estiver deep (com muitas fichas), a chance deles pagarem seu all in “só pra ver” ou pensando “não vai custar muito, vai que eu elimino ele” é maior (o que pode ser bom, se você estiver com uma mão forte, mas isso também o deixa propenso a tomar mais bad beats)


Estar short stack não significa ir para o chão com qualquer mão ou em qualquer situação.


Há muito o que considerar, se estiver short stack você deve reduzir o seu range e escolher bem o spot em que irá arriscar. Isso para uma mesa full-handed.

Se estiver em situações de heads up, 3-hand ou 4-hand, por exemplo, você tem bem mais possibilidades e deve considerar o all in em mais situações, o que deve ficar bem claro é: se estiver nestas situações nunca entre numa mão (mesmo que não dê o all in pré flop) se você não estiver disposto a ir para o chão caso alguém te coloque na parede.

Quando falamos em spots para dar all in, claro que mãos monstras (QQ+) são automaticamente parte do nosso range, isso não se discute, mas você não precisa esperar somente estas cartas, é possível fazer ótimos movimentos com outras mãos, dependendo da posição e de como está a mesa.

O shove no big blind, por exemplo, quando a mesa corre em limp, é uma jogada que você pode fazer com uma boa quantidade de mãos, a maioria dos pares 55+, Axs, A9o+, K9s+, QTs+ e alguns suited connectors 89+. Isso por que este pode ser um excelente spot para roubar uma quantidade consideravel de fichas sem ir para o showdown.

Fazer este mesmo movimento no small blind, por exemplo, vai depender muito da leitura que você tem do jogador que está na sua canhota. Se ele está jogando poucas mãos, se ele defende o blind, qual o stack dele, qual a imagem que você passou até agora.

Estando no botão a situação é similar, você tem a vantagem de posição, então pode até considerar (dependendo do seu stack e se você está com uma mão relativamente forte, 88+, A7s+, ATo+,JTs+) fazer um stop and go, (dar um mini-raise e esperar o flop para ir all-in).

Muitas vezes o stop and go será suficiente para que os blinds foldem, e em eventual re-raise deles há a possibilidade (mais uma vez, considere isso se o seu stack permitir) de um fold caso você entenda que eles estejam com mais força que você caso o reraise venha de jogadores muito tight ou caso o small blind faça o re-raise e o big blinds pague, pois nesse caso é bem possível que pelo menos um dos dois estejam na sua frente.


Range para shove em posições intermediarias.


Em posições intermediárias o ideal é restringir o shove a mãos mais fortes, além das premium você pode ir de all in com 99+, AJo+, ATs+ KQs e QJs. Se alguém já fez algum bet, considere ir apenas com mãos premium. Você pode estar na pior posição para arriscar neste momento, quem já abriu a ação antes de você pode ter bastante força e há pelo menos 3 jogadores para falar depois de você.

Em posições iniciais (UTG e UTG+1) você pode apostar todas suas fichas em situações mais ou menos parecidas com as posições intermediárias, pode também acrescentar a este range outros pares como 66+.

Você pode se perguntar a razão pela qual em posição inicial pode se shovar um range maior do que em posição intermediária.

É bastante simples: Imagem. Todo jogador sabe que as posições iniciais são as piores, então se você der um shove nestas posições passa uma imagem de muita força, então a princípio você terá mais respeito dos adversários do que se fazer o mesmo em posição intermediária. E em caso de call, ainda estará bem protegido com este range.


Outra questão a saber é quando pagar um shove de um short stack.

Para isso você deve ter em mente duas informações:

- O quanto o stack do vilão pode machucar o seu;
- Em que momento do torneio estamos;

Sobre o stack, se o valor do all in a ser pago atingir no máximo 15% do seu stack, você pode pagar com um range bem amplo (qualquer par, Ax, K9+, QT+ e qualquer suited connectors acima de 78).

Aqui fica uma dica: se ainda tiver alguém para falar depois de você de RAISE em cima do all in do vilão desde que isso não comprometa mais do que 30% do seu stack, aumente ao invés de pagar, isso vai inibir outros jogadores de entrar na mão, e jogando contra um você terá mais chances de ganhar.

Se o stack do vilão comprometer seu stack entre 15% a 30%, você pode dar call com pares acima de 77, A6s, A9o+, KTs+, KQo, e suited connectors acima de 89.

Caso o all in dele seja mais do que 30% do seu stack vale a pena considerar, além das mãos premium, o call apenas com AJ+, KQ+, e pares acima de 99. Se for acima de 50%, você provavelmente não está deep e talvez esteja short também, sendo assim pague all in apenas com mãos premium.

Outra questão, é a fase do torneio. Existem duas situações em que você deve restringir o call de all ins de short stacks apenas às mãos premium.

O early game, afinal de contas o que você ganhar aqui não fará muita diferença no fim do jogo. E quando estiver perto da bolha, que é uma situação onde vale a pena, dependendo do stack, agredir, mas definitivamente não é muito interessante dar call em agressores, exceto se você estiver muito forte.

Em middle game você pode utilizar os ranges citados anteriormente, pois um stack de um vilão, mesmo que short, pode ajudar você a chegar até o ITM, e em late game os jogadores costumam se soltar bem mais, alguns inclusive partem para o “double or home”, uma vez que já estão no ITM.

Pagar com este range nessas situações pode ser muito lucrativo (se está muito próximo a um pay jump bem alto, pode segurar um pouco, mas ainda assim jogue mais solto do que numa bolha, por exemplo).

Com estas orientações eu acredito que você terá muito mais chances de prolongar sua vida no torneio.

E você, como escolhe os spots para shovar ou pagar o shove de um vilão? Deixe nos comentários a sua opinião!

Fonte: PokerNaChapa



terça-feira, 8 de setembro de 2020

Mike Sexton RIP




Mike Sexton morre aos 72 anos após batalha contra o câncer; comunidade lamenta




por Gabriel Grilo


Mike Sexton faleceu aos 72 anos, mas deixou sua marca no poker

Mike Sexton foi uma das figuras mais importantes da história do poker e, infelizmente, faleceu neste domingo (6). O americano tinha 72 anos e não resistiu após uma longa baralha contra o câncer de próstata.

A informação foi trazida por Linda Johsnon no Twitter. “Mike Seexton faleceu hoje em paz em sua casa, cercado por membros da família, escreveu. “Ele apreciou todos os maravilhosos comentários e despedidas de jogadores de poker do mundo todo”.

Uma semana antes, Linda havia revelado que Sexton estava em sua casa sob cuidados paliativos há cerca de um mês, após o câncer se espalhar para outros órgãos. “Ele apenas queria transmitir mensagens positivas, por isso manteve seus problemas de saúde no particular”, explicou a jogadora.


Mike Sexton, campeão do WPT Montreal


Após a revelação, centenas de membros da comunidade mandaram mensagens de apoio, que foram mostradas para Sexton. O americano marcou época como comentarista do WPT (World Poker Tour) desde a primeira temporada, e foi também um dos responsáveis pela criação do partypoker.

Parte do Hall da Fama do Poker, ele somou mais de US$ 6,7 milhões em premiações ao vivo, incluindo um bracelete da WSOP e um título do próprio WPT. Há menos de três meses, o circuito já havia anunciado uma homenagem a Sexton, batizando o troféu da série de “Mike Sexton WPT Champions Cup”.

Conhecido como “Embaixador do Poker”, Sexton também foi o autor de um livro, chamado “Life’s a Gamble” (“A vida é uma aposta”, em tradução livre), onde conta histórias de suas aventuras no poker, no golfe, um de seus grandes hobbies, e claro, nas apostas.
Mike Sexton no partypoker Millions North America

Se havia alguma dúvida da importância de Sexton para o poker, o gigantesco número de publicações nas redes sociais deixa claro que o americano foi um ícone. O termo “RIP Mike” (Descanse em paz, Mike), aparece, inclusive, entre os assuntos mais comentados do Twitter na publicação desta reportagem. Clique aqui para conferir as principais postagens em homenagem a essa lenda do jogo. 

Fonte: SuperPoker


sábado, 5 de setembro de 2020

Dispute a Liga partypoker de graça




Liga partypoker pode ser disputada de graça




por Gabriel Elias


Liga partypoker pode ser disputada sem colocar a mão no bolso

A Liga partypoker teve o seu retorno na última quinta-feira (3). Com tickets e produtos gamers em jogo, as competições serão realizadas ao longo dos próximos quatro meses, e podem ser disputada de graça. Freerolls diários estão à disposição para jogadores terem a oportunidade de participar sem gastar nada.

Todos os dias, a partir das 20h30 (horário de Brasília), torneios freeroll com 50 vagas para o Main Event serão disputados. Isso quer dizer que, toda semana, 350 jogadores terão vagas garantidas no evento semanal da Liga partypoker “na faixa”. Os classificatórios diários são a grande oportunidade de entrar nessa valiosa briga.

O Main Event da Liga partypoker é realizado toda quinta. Ele tem buy-in US$ 2,20, e os 100 melhores colocados somarão pontos para o ranking da disputa. Ao fim de cada mês, os cinco primeiros da classificação ganharão prêmios para melhorar seu setup e curtir nas mesas do partypoker. O sistema de pontuações e os prêmios podem ser conferidos neste link.

Para encontrar o freeroll no lobby do partypoker, basta colocar todos os filtros na opção “All” e, em seguida, buscar “Liga partypoker” na barra de busca. O resultado da pesquisa mostrará o evento do dia, com o nome “LIGA partypoker Freeroll: 50 x $2,20 Tickets Gtd”.

Se você ainda não tem uma conta na partypoker, CLIQUE AQUI e abra já uma.

Fonte: SuperPoker




segunda-feira, 31 de agosto de 2020

Conselhos para Jogar Bem o Poker



Os melhores conselhos para jogar Poker




Vamos listar alguns conselhos para jogar poker e ganhar tanto online quanto em mesas ao vivo. O jogo de poker é um dos jogos mais jogados. Cada vez mais as pessoas se interessam por entrar neste mundo tão popular em todo o mundo.

Mas aprender a jogar poker pode ser até fácil para iniciantes e jogadores recreativos, mas aprender a tornar esse jogo em uma lucratividade, é mais difícil e leva tempo.

Alguns conselhos para jogar Poker


Pense a longo prazo no poker

Muitas vezes as pessoas que estão começando a jogar, pensam que o jogo de poker é um jogo de sorte, mas na verdade não é assim. O poker, a essência do jogo, é de total predominância de habilidade, mas claro, no longo prazo.

O que isto significa? Que os jogadores não podem pensar em uma mão específica, ou em grupo de mãos específicas, e acreditar ter o controle sobre o jogo. Ao fazer isso estaremos avaliando o nosso jogo de maneira errada. O poker precisa de tempo, os jogadores precisam ter a amostragem, volume suficiente, e só assim chegar ao longo prazo.

Por isso, para avaliar a longo prazo, é preciso sempre fazer uma relação entre o edge, a amostragem e claro, o longo prazo.

O edge é a vantagem que você tem sobre a maioria das pessoas. É a sua vantagem técnica sobre a maioria do field que joga em um torneio específico. Junto com o edge, você precisa colocar uma amostragem significativa. Se você conseguir unir o seu edge com a amostragem, o fator sorte não vai poder te impossibilitar de ser um vencedor no longo prazo.

Essa relação do edge com a amostragem tem que estar sempre sendo avaliada, assim no futuro, no longo prazo, você conseguirá ser um vencedor no poker.


Seja persistente, outro dos conselhos para jogar poker

Ao querer chegar ao longo prazo de forma rápida, as pessoas terminam desistindo, transformando o imediatismo em um problema grave.

O longo prazo e a amostragem suficiente são tão grandes cronologicamente, muito maior do que as pessoas acham que é, e isso faz com que as pessoas acabem desistindo no meio do caminho. Às vezes o iniciante está jogando bem, mas está sofrendo por causa da variância porque ele não tem a paciência necessária para chegar ao longo prazo, ou entender realmente qual é o número de mãos que tem que jogar para poder atingir o longo prazo e para que o seu edge seja colocado em prática.

O resultado disso é que a pessoa desiste no meio do caminho. Isso é muito ruim porque o jogador não esperou o longo prazo, nem esperou o processo terminar para poder tirar uma uma conclusão mais fiel do que realmente está acontecendo no seu jogo.

É muito importante ser paciente com o jogo e não desistir, só assim você poderá se tornar um bom jogador e lucrar com isso.


Seja consciente das suas vantagens

É muito importante você saber e conhecer o seu jogo, você precisa ser muito autocrítico. Precisa saber o seu nível de jogo, mas consciente, para não torná-lo em um problema grave.

Falar sobre isso é algo muito delicado dentro do poker, muito complexo e difícil de conversar. A pessoa se achar o melhor jogador, é uma conclusão dele, não é o que acontece na realidade, tem que ser muito autocrítico com relação ao seu jogo real.

As pessoas não estudam o suficiente, julgam ser os melhores que os outros de maneira muito rasa. Isso acontece quando um jogador vê que o outro fez uma jogada ruim. Mas não significa que ele é um jogador ruim por ter feito uma jogada ruim. Ele pode ter tido muitas outras jogadas boas, até melhores que as do seu adversário.

Então de certa forma, você precisa ter uma autocrítica muito sensível quanto a isso. Vocês não precisam ser os melhores jogadores, nem melhor que os piores, mas sim melhor que a média. Por exemplo nos torneios, se os jogadores têm nota X, você tem que ter X +1 para ser um jogador lucrativo.

Seja muito consciente do seu jogo, do seu edge para poder ser um jogador melhor na média de jogadores.


Como escolher uma mesa de Poker

Você precisa escolher jogos onde vai ter vantagem sobre o field. O erro na escolha da mesa interfere drasticamente na sua lucratividade no poker, e é onde as pessoas erram.

Por mais que você se considere um excelente jogador, você não é o melhor jogador do mundo. O poker é um jogo de pessoas, então eu sempre tenho que escolher jogar com pessoas piores do que eu.

Saber escolher as mesas é uma das coisas mais importantes dentro do poker. Você não precisa ser o melhor jogador de poker do mundo para ganhar dinheiro. Você só tem que saber escolher jogadores piores que você.


É verdade que quanto mais caro é o torneio, mais difícil ele é?

Ao começar a jogar e ir entendendo como escolher as mesas, podemos chegar a algumas conclusões. Uma delas é que muitas pessoas acreditam que um torneio caro, é um torneio difícil.

Isso, na realidade, não é uma verdade absoluta. Por um lado existem eventos especiais que tem um apelo de marketing que atraem jogadores recreativos por mais caro que seja o torneio. Atraem um público de jogadores do torneios com prêmios garantidos muito alto. Esses eventos especiais são uma exceção.

Os jogadores com pouco bankroll que estão iniciando, escalando ainda a jornada, jogam no mais barato porque estão começando no poker.

Já no mundo profissional de poker, os melhores jogadores têm mais bankroll, tem mais dinheiro para investir, ou seja, eles têm mais disposição para jogar jogos caros e eles vão estar jogando esses jogos mais caros. Sendo assim, para os jogadores iniciantes, pode ser uma mesa muito difícil já que seus adversários são na maioria profissionais.

Então não podemos levar esse conceito como uma verdade absoluta, mas sim como um critério de escolha onde é possível escolher melhor os nossos torneios.


Como identificar o nível de jogadores das mesas?

Ponto muito importante na hora de escolher as mesas, é ver onde estão os piores jogadores, lembrando que o poker é um jogo de pessoas.

Uma forma de você identificar os piores fields é vendo os showdowns. Você vai olhando e analisando. Quando estiver fora de uma mão, seja uma pessoas curiosa, olhe a jogada dos outros jogadores. Veja como eles jogam e assim você vai identificar onde o field erra.

Você identifica os jogadores recreativos porque eles não estão preocupados com a parte técnica e isso vai te dar uma vantagem, fazendo com que a sua lucratividade aumente muito. Por exemplo, ver que um field nunca dá um fold, é momento de parar de blefar.

Gaste esse tempo que você não está jogando a mão e observe como os seus adversários estão jogando.


Diferenças do Poker ao vivo e online

Apesar das regras do jogo de poker serem as mesmas em ambas modalidades, são jogos totalmente diferentes. Aqui vamos deixar alguns tópicos para poder entender as principais diferenças do jogo de poker ao vivo e online.


Como se preparar para um torneio de poker?

Em todos os eventos, os jogadores precisam de uma preparação pré torneio. Então vamos ver a diferença da preparação do torneio ao vivo com a do online.

- Preparação torneio ao vivo

Nos eventos ao vivo você precisa de uma preparação pré-torneio. Na maioria dos casos você precisa viajar, comprar passagem aérea, reservar hotel. Você precisa preparar toda a logística de locomoção do hotel ao evento, ou se o evento for na sua cidade, da sua casa ao evento. Tem que ter todo um cuidado com o horário para não atrasar, já que os eventos são com o horário marcado.

- Preparação torneio online

Na modalidade online não há nada disso que mencionamos anteriormente. São tantas as comodidades que fica difícil enumerar todas. Por exemplo, você pode acordar, sentar no computador e jogar. Você não precisa se preocupar em se arrumar para sair, nem com a locomoção até o lugar do evento. Você pode jogar com qualquer roupa, o online dá essa comodidade por estar jogando dentro da sua casa.

Mas a principal vantagem é que você acaba não gastando dinheiro com viagem, locomoção, hospedagem, com alimentação fora de casa. Isso é um belo incentivo financeiro para quem está buscando lucratividade dentro do poker.


Como é o ambiente dos torneios de poker?


O ambiente do jogo de poker ao vivo e do online, são muito diferentes. Apesar de toda a comodidade que o poker online dá, criar o ambiente em sua casa pode ser complicado.

- Ambiente de poker ao vivo

O poker ao vivo tem todo um glamour porque tem uma visibilidade da mídia muito maior. Todos os grandes torneios tem cobertura, transmissão, desde o dia 1 até a mesa final, deixando a disputa ainda mais desejada pelos jogadores de poker.

No ao vivo, você precisa saber administrar todas as suas emoções ao ver as cartas, os jogos, sem expressar nenhuma reação. Isso é muito complicado porque você saber identificar a linguagem corporal dos seus adversários é muito importante. Assim como também é muito mais importante você passar nenhuma dica corporal aos seus adversários.

Mas o melhor de tudo é o troféu. Sentir a sensação de vencer, de poder olhar nos olhos dos seus adversários, é uma adrenalina que não tem preço. Para o jogador de poker ao vivo, não há sensação melhor do que vencer e ganhar o troféu.

- Ambiente no poker online

Jogar poker online pode ser uma coisa muito complicada. Como você está jogando poker dentro da sua casa, precisa de uma rotina saudável, precisa ter mais disciplina, criar uma atmosfera de ambiente de trabalho dentro da sua casa, e isso pode ser muito complicado.

Umas das coisas mais importantes é criar uma rotina. Não é porque você trabalha em casa que não vai ter horário, que não vai ter rotina, que vai trabalhar menos. Muito pelo contrário, as vezes terminamos trabalhamos muito mais por trabalhar dentro de casa. Então também é bom criar uma rotina fora de casa, dar uma saída, caminhar, dar uma respirada fora da sua casa que já é um ambiente de trabalho.


Como são as audiências do poker?

A diferença das audiências no poker ao vivo e online é grande. Como já mencionamos antes, a maior diferença é no prêmio. No ao vivo há muita adrenalina e emoção, mas no online os vencedores são discretos. Vamos ver outras diferenças.

- Audiência nos torneios de poker ao vivo

Para quem joga poker ao vivo, é necessário saber lidar com pressão, com as opiniões pública sobre o jogo. Você está jogando em uma mesa televisionada, onde seus familiares, amigos, colegas de trabalho, estão todos te assistindo. Isso causa ansiedade e falta de paciência.

Vai ter um narrador, um comentarista narrando a sua mão e eles vão falar se você jogou mal, se jogou bem, e todos as pessoas que estão assistindo vão comentar. Então é importante você ter controle sobre isso para não afetar o seu jogo.

- Audiência nos torneios de poker online

No poker online, como os vencedores são mais discretos, é mais difícil acompanhar os torneios e dá menos audiência. A transmissão de um torneio de poker online acaba não atraindo tanto o público. As pessoas não se interessam muito porque não veem a cara e nem os gestos das pessoas. O poker é um jogo de pessoas, então ao não ver as pessoas, a emoção se perde um pouco.



Free no deposit poker bonus at BankrollMob



domingo, 23 de agosto de 2020

André Akkari Analisa o Torneio de um Amador

Quarta Temporada COMPLETA do Programa "Na Mira do Pró" da TVPokerPro.André Akkari analisa o torneio de um amador e dá conselhos importantes para corrigir os erros que normalmente os jogadores iniciantes cometem. Este programa é excelente para entender como um profissional pensa e joga.







quinta-feira, 20 de agosto de 2020

Dicas sobre Resultados e Bankroll


Sobre Resultados e Bankroll



por Ed Miller


Recebo muitos e-mails de leitores falando sobre meus artigos e livros. A maioria me agradece dizendo que após lerem meus escritos, começam a ganhar. Realmente fico muito agradecido que o que eu escrevo possa ajudar as pessoas, mas tenho muito cuidado ao responder esses tipos de agradecimentos. Infelizmente, muitas das impressões positivas que elas têm são ilusórias.

Um dia, uma semana ou um mês de resultados positivos não significam nada. Há muita variância em no-limit hold’em para poder mensurar como você vem jogando em apenas algumas sessões. Por exemplo, acertar um ou dois flush draws há mais do que o normal explicaria bem porque seus ganhos foram grandes.

Não é apenas incorreto relacionar a leitura de um livro, mesmo que excelente, a sessões lucrativas. Isso pode lhe afetar negativamente de três maneiras. Primeiro, se você lê e ganha, provavelmente você levará o livro mais a sério do que deveria. Segundo, quando uma inevitável sequência de perdas acontece, você não aceita bem e vai procurar respostas que não existem. Terceiro, a importância do trabalha necessário para melhorar no poker é banalizada — e esse último ponto merece um parágrafo especial.

No poker, há duas métricas que determinam como o longo prazo será. A primeira é a expectativa de ganhar ou perder. A segunda, a variância. Quando olhamos um gráfico de resultados, muito do que vemos é variância. A linha vai para cima e para baixo, ferozmente, de tempos em tempos. Enquanto quantificar a variância é muito importante para traders e apostadores, para o jogador de poker padrão que tenta perceber o quão bom ele é, a variância representa ruído. Quanto mais variância, mais ruído. 

A expectativa, no entanto, representa a tendência dos seus resultados. Quanto maior o período, mais fidedigno será o gráfico. Ele se inclina para cima ou para baixo com o tempo? Para saber se um jogador é bom ou não, devemos observar essa inclinação. Ainda que sutil, é isso que vai separar perdedores de ganhadores.

Se você não compreender isso, aquela subida no seu gráfico pode leva-lo a pensar que uma rápida leitura lhe colocou onde você queria. Mas garanto que gastar algumas horas lendo dois ou três livros não lhe fará substancialmente melhor no poker. Leitura é apenas uma parte do aprendizado, importante, sim, mas apenas uma parte.

Você não pode ler os cinco primeiros capítulos de um livro sobre cirurgia de joelho e logo em seguida operar um paciente. Em suas devidas proporções, com o poker é a mesma coisa. Você precisa ler, praticar, ler de novo, praticar e ler de novo. Esse é o processo que lhe fará melhor.

Dito isso, uma coisa sempre me pareceu estranha. Raramente, as pessoas me escrevem dizendo que perderam após ler meus livros ou artigos. Assim como existem pessoas que têm experiências maravilhosas após os lerem, muitas também perderão. Mas por que elas não reclamam? Provavelmente por culparem a si próprias por suas perdas: “Ah, eu devo ter aplicado ou entendido algum conceito errado”. Mas lembrem-se: assim como as vitórias, as perdas em um curto período não significam nada.

Livros são um começo, mas o que definirá seus resultados serão os esforços que você colocará em seus estudos no longo prazo. E se você conseguir bons resultados, não precisa dividir o crédito. Você terá merecido.


A armadilha do bankroll para jogos ao vivo

Outros questionamentos bem comuns que recebo são: “$X de bankroll é dinheiro suficiente para jogar $1-$2”? Sinceramente, eu não recomento que você sequer pense em bankroll até que esteja jogando $2-$5 ou $5-$10 regularmente. Vou explicar o porquê.

Se um jogador é perdedor, não há bankroll suficiente para sustentá-lo. Perdedores têm um gráfico descendente. Mesmo que haja variações para cima, eventualmente, eles perderão todo o dinheiro que separaram para jogar poker.

A ideia de uma certa quantidade dinheiro ser o bastante para jogar $1-$2 é uma falácia. Isso não existe. Você só deve pensar nisso quando tem uma taxa de ganhos regular — e isso nos leva ao próximo ponto. Se sua taxa de ganhos é pequena, a quantidade dinheiro que seria matematicamente “o bastante” é certamente muito maior do que o “X” que você enviou para mim na pergunta ali em cima. Isso porque ninguém me pergunta se $50 mil é o bastante para jogar $1-$2. As pessoas sempre querem saber se $2.000 ou $4.000 já basta. Na verdade, a única maneira de sua pergunta sobre quanto é o bastante para jogar o $1-$2 é tendo ganhos regulares bem grandes. E se você ganha muito, certamente, você sabe. Não haverá perguntas martelando na sua cabeça, pelo menos não na maior parte do tempo.

Você saberá que você é ótimo em seus limites. Que é melhor do que a maioria que está jogando ali. E, sim, você vencerá. Não, nem todas as vezes. Nem todas as semanas. Mas grandes jogadores vencem no poker ao vivo (online é uma história completamente diferente). Então, sim, nesse caso, $4.000 pode ser mais do que o bastante — mas esse jogador não me faria tal pergunta, porque provavelmente ele já estaria lucrando $8 mil ou mais. Então, minha resposta é não. Você não tem bankrollo suficiente para jogar $1-$2. E é isso, você provavelmente não deve largar seu emprego e mudar de cidade para jogar todo dia.

Jogue com o que você tem. Trabalhe para se tornar um jogador melhor. Aí sim, um dia, você estará em um estágio em que preocupar-se com bannkroll fará sentido.

Fonte: CardPlayer