quinta-feira, 21 de janeiro de 2021

Heads Up - Ferguson X Ivey

 



National Heads Up Poker Championship 2008, Season 4, Episode 10, as semifinais, na mesa principal o duelo entre Chris "Jesus" Ferguson e Phil Ivey, na mesa secundária Andy Bloch e Huck Seed.



segunda-feira, 18 de janeiro de 2021

Vencedores se Preparam a Fundo — Parte 2

 



Vencedores se Preparam a Fundo — Parte II

Busque constantemente o jogo mais lucrativo




por Alan Schoonmaker


A parte I desta série citou Nolan Dalla, diretor de mídia do World Series of Poker: “A batalha geralmente é ganha ou perdida antes de ser travada”. O poker é uma batalha, e jogadores de poker e bons generais aplicam essencialmente os mesmos princípios. E o mais importante, você não deve querer uma guerra justa. Você deve querer todas as vantagens possíveis.

Algumas pessoas desavisadas romantizam o poker e a guerra. Elas vêem isso como competições machistas ou acreditam que as regras de cavalheirismo se aplicam. Ambos são “jogos” predatórios. Os mais fortes devoram os mais fracos, o que é o exato oposto do cavalheirismo. Na verdade, cavaleiros raramente lutavam uns contra os outros, porque era mais seguro ou mais lucrativo aterrorizar camponeses e comerciantes. Conforme disse o coronel Hackworth, um dos militares norte-americanos mais condecorados: “Se você se encontrar em uma luta justa, não planejou sua missão adequadamente”.

Seu objetivo deve ser maximizar sua vantagem. A Parte I discutiu maneiras de aumentá-la antes de jogar. Esta coluna irá lhe ajudar a melhorá-la ainda mais, selecionando:
• O melhor jogo
• O melhor lugar


Selecionando o Melhor Jogo

Vários filmes dão a impressão de que os vencedores querem provar alguma coisa desafiando os oponentes mais duros, mas isso é bobagem hollywoodiana. Vencedores jogam para ganhar dinheiro, não para provar algo. Como bem disse uma autoridade: “Nossa estratégia deve ser não competir contra jogadores avançados... Nós não queremos provar que somos os melhores jogadores da cidade, queremos apenas todo o dinheiro” (Othmer, Elements of Seven Card Stud, p. 173).

Mason Malmuth foi além: “Quando você atinge certo nível de competência no poker, sua decisão mais importante é, de longe, a seleção de jogos” (“The Best Game”, in Poker Essays, p. 122). Se não encontrarem um jogo em que possam ganhar, os vencedores não jogam.

Eles seguem um antigo provérbio: “Não adianta ser o 10º melhor jogador do mundo se os nove melhores estão em seu jogo”.

Um amigo argumentou que a televisão permitiu a alguns jogadores obter grandes lucros com livros, merchandising e assim por diante. Para ganhar visibilidade, eles deliberadamente organizam “desafios” contra os jogadores mais difíceis de se derrotar. Mas 99% de todos os jogadores jamais chegarão à televisão. E, mais importante, alguns jogadores famosos estão falidos.

Nolan Dalla escreveu: “Um dos aspectos mais preocupantes do circuito de torneios é ver a grande quantidade de jogadores que estão constantemente falidos. Não estou falando de maus jogadores ou novatos. Estou falando de nomes e faces que todo mundo reconhece” (“So You Wanna Be a Tournament Pro? Fuhgetaboutit!” www.pokerpages.com/articles/archives/dalla27.htm).

Então estamos de volta à questão que levantei em outra coluna: “Vencedores são brutalmente realistas”. A não ser que você tenha o enorme talento e comprometimento necessário para se tornar um grande profissional, e também estiver disposto a arriscar a falência, deve reconhecer suas limitações e traçar metas realistas.

Se você quiser ganhar de forma consistente, comece pelas mesas fáceis. Talvez você deva jogar de vez em quando nas mais difíceis para desenvolver suas habilidades, mas seus lucros advêm basicamente da identificação e exploração de oponentes fracos. De fato, alguns jogadores razoavelmente competentes se tornam vencedores sendo extremamente seletivos. Eu os chamo de “andarilhos”, porque eles caminham por aí, em busca de jogos fáceis. Se não encontram nenhum, continuam caminhando.

Eles podem jogar apenas quando as partidas são mais fracas, como em fins de semana, feriados e temporadas de férias, particularmente tarde da noite. Turistas e jogadores de fim de semana geralmente são mais fáceis de derrotar do que os jogadores habituais, e as mesas mais fáceis ocorrem cedo da manhã dos sábados e domingos. Os piores jogadores prosseguem jogando muito tempo depois de quando deveriam ter ido dormir. Eles podem estar perdendo muito e tentando ficar no zero a zero, o que os torna ainda mais fracos do que o habitual.

Eles também estão cansados, e podem ter bebido demais. Mesmo jogadores medianos podem facilmente vencer tais partidas. Eles dormem até meio-dia, então jogam descansados enquanto seus oponentes estão cansados, bêbados e/ou desesperados.

Vencedores também procuram partidas que favorecem seu estilo de jogo. Eles mantêm registros que mostram, por exemplo, que ganharam mais dinheiro em mesas com menos participantes do que em full tables, ou que se deram mal enfrentando oponentes muito agressivos. Então participam apenas dos tipos certos de jogo.

Como não fizeram seu dever de casa, a maioria dos jogadores não sabe que tipo de mesas os favorece. Eles apenas se sentam onde encontram um lugar vazio. Alguns perdedores até buscam jogos difíceis. Eles encaram o poker como uma competição machista, como a batalha entre Edward G. Robinson e Steve McQueen em “A Mesa do Diabo” (“The Cincinnati Kid”, Estados Unidos, 1965). Eles jogaram não por dinheiro, mas para duelar, tentando provar quem era o melhor.

É divertido ver confrontações desse tipo, mas elas raramente ocorrem, pelo menos não entre vencedores. Se houver jogadores ruins o suficiente na partida eles dividem o dinheiro enquanto se evitam. Não se trata de “cortesia profissional”, mas apenas de valorizar mais o dinheiro do que o machismo.

Nolan Dolla ensinou muito sobre seleção de jogos, e contou ao Wednesday Poker Discussion Group como ele “trabalha” uma sala de jogos de cartas. Assim que ele chega, circula por ela, tomando notas mentais, procurando os jogadores mais fracos e a melhor ação. Ele quer saber: “Onde está a maior oportunidade para lucrar neste segundo?” Então coloca seu nome nas listas de todos os jogos que lhe apetecem.

Mesmo depois de se sentar em uma boa mesa, ele mantém seu nome nas outras listas, e pode mudar muitas vezes. O jogo dele pode se tornar mais duro se jogadores fracos saírem e forem substituídos por fortes. Ou outro jogo pode melhorar de repente quando alguém “tilta”. Ou ele pode ter uma péssima imagem na mesa por causa de erros e bad beats. A recomendação primária dele é: Procure constantemente o jogo mais lucrativo.


Selecionando o Lugar Correto

Bons generais sempre levam em conta o campo de batalha. Eles querem estar em uma posição que os favoreça, como lugares altos ou com o sol à suas costas. Vencedores do poker aplicam o mesmo princípio escolhendo seus assentos com cautela.

Já que é interessante sentar-se à esquerda ou direita de vários jogadores, eles escolhem ou planejam mudar-se para o melhor assento. Ray Zee, um grande jogador, incluiu “péssimo lugar” em um artigo para a revista online da twoplustwo.com, “Dez Maiores Razões Por Que Você Perde”. Ele escreveu: “Se você se encontra em um lugar com o jogador errado à sua direita ou esquerda, pode ter certeza de que sua conta bancária irá retroceder... Muitas vezes jogos excelentes não valem a pena ser explorados se você não puder mudar de posição na mesa”.

Meu livro, A Psicologia do Poker, incluiu uma questão para cada tipo de jogador: “Onde você deve se sentar?” Em geral, prefira jogadores passivos ou previsíveis à sua esquerda, e agressivos e imprevisíveis à direita. Assim, você não terá muitas surpresas, e poderá explorar as fraquezas de seus oponentes.


Considerações Finais

As partes I e II abordaram os tipos de preparação que geralmente são ignorados ou minimizados. A parte III discutirá a preparação enquanto você joga suas mãos. 

Fonte: CardPlayer


Free no deposit poker bonus at BankrollMob

quinta-feira, 14 de janeiro de 2021

Relação de Dinheiro Grátis Ativos em Janeiro / 2021



Relação de Dinheiro Grátis

Ativos em Janeiro / 2021





 



Free no deposit poker bonus at BankrollMob



Diversas salas de Poker OnLine oferecidas pela BankRollMob.

Este mês eles estão distribuindo dinheiro na PartyPoker e na 888poker
BankRollMob também distribui diversos bônus em outras salas de poker, mas verifique se o bonus que você escolher está liberado para seu país. Alguns são somente para jogadores de países europeus.

Seguindo os passos do tutorial eles liberam o dinheiro em no máximo 3 dias.









PokerStrategy é uma das mais antigas e importantes escolas de Poker do mundo.

Além das ofertas de dinheiro grátis para começar a jogar Poker OnLine nas melhores salas, você ainda tem muito material de estudo em vídeos e artigos.

Atualmente eles estão distribuindo um capital inicial GRÁTIS na PokerStars, FullTilt, Natural 8 e Bet365.








Este talvez seja o melhor e mais fácil bônus de se conseguir.

Você vai receber $8 iniciais e a medida que for jogando vão sendo liberadas outras parcelas até $88 dólares 

Basta baixar o programa da 888 Poker, se cadastrar e começar a jogar!!!!

Clique Aqui para baixar o programa da 888 Poker!!!








 



segunda-feira, 11 de janeiro de 2021

Vencedores se Preparam a Fundo — Parte 1



Vencedores se Preparam a Fundo — Parte I

Desenvolva conhecimento e habilidades, e se prepare para eventos específicos



por Alan Schoonmaker


Muitos jogadores de poker não se preparam a fundo, e alguns deles sequer se preparam. Eles apenas se sentam à mesa e jogam. Jogar é divertido, mas a preparação pode ser um trabalho entediante e que toma tempo.

Como são muito competitivos, os vencedores estão dispostos a trabalhar e o esforço é recompensado. Eles fazem no mínimo quatro tipos de preparação:

• Desenvolvem seu conhecimento e habilidades
• Preparam-se para eventos específicos
• Preparam-se na cardroom
• Preparam-se à mesa
Desenvolva Seu Conhecimento e Habilidades
Muitas pessoas evitam investir tempo e dinheiro em auto-desenvolvimento porque:
• Não gostam de estudar
• Acreditam, de forma arrogante, que são tão talentosos que não precisam estudar
• Alegam que Johnny Moss e muitos outros imortais não liam livros e revistas nem usavam ferramentas tecnológicas de treinamento

Mas eles não têm os dons dos imortais, e a maioria das ferramentas de treino não existiam nos “bons e velhos tempos”. Livros, revistas e ferramentas hi-tech de treinamento são armas poderosas. Nós temos a Card Player, muitos livros excelentes, DVDs, centros de treinamento, técnicos, fóruns de Internet e grupos de discussão. Programas de televisão nos permitem ver as cartas de grandes jogadores e ouvir as análises de comentaristas e jogadores. Ferramentas como a Calculadora de Odds da Card Player, Card Player Analyst, simulações de computador e o software poker tracker, que coleta e analisa informações de maneira que os jogadores antigos nem poderiam imaginar.

Seus oponentes utilizam esses recursos, e permanecem competitivos, então você deve fazer o mesmo. Travar batalhas de poker sem isso é como enfrentar homens armados com arco e flecha. Na verdade, já que eles investiram tempo e dinheiro para dominar tantas ferramentas, os jogadores de hoje sabem muito mais sobre poker do que Johnny Moss, Sailor Roberts, Jack Straus e outros imortais.

As pessoas romantizam os antigos jogadores do poker, do futebol, e assim por diante, mas sempre que analisamos dados objetivos, percebemos que os antigos eram muito inferiores. Não podemos comparar objetivamente os imortais do poker aos atuais jogadores, mas os atletas modernos quebraram virtualmente todos os recordes. Eles correm e nadam mais rápido, pulam mais alto e mais longe, e levantam mais peso. Se os detentores dos recordes de 20 anos atrás competissem nas Olimpíadas recentes sem utilizar ferramentas modernas, ficariam nas últimas colocações.

O progresso é ainda maior em atividades mentais. Os estudantes de física de hoje sabem mais do que Isaac Newton, o maior gênio de sua era. Um adolescente com um computador pode resolver problemas que desconcertavam os gênios.

Dan Harrington já foi um jogador de gamão de classe mundial. Depois de ficar sem jogar durante vários anos, utilizou as novas ferramentas de computador. Ele me disse: “Eu era um jogador inquestionavelmente melhor do que eu era antes, mas não era mais world-class. O jogo tinha avançado muito mais do que eu”. O poker está avançando tão rapidamente quanto. Para permanecer competitivo, é preciso adquirir, estudar e utilizar as mesmas ferramentas que seus oponentes.


Prepare-se Para Eventos Específicos

Além de desenvolver suas habilidades gerais, você deve se preparar para eventos específicos, incluindo jogar em uma nova cardroom ou entrar em um tipo diferente de torneio. Por exemplo, se você não souber as regras de uma sala, pode cometer erros dispendiosos. Se não se preparar para os blinds, payouts e competidores de um torneio, toda sua estratégia pode dar errado.

Algumas pessoas que se qualificam online para o Main Event do World Series of Poker não se preparam nem um pouco. Eu chamei isso de “A Mentalidade da Loteria” (“The Lottery Mentality”, 13 de agosto de 2004, em CardPlayer.com). Apesar de valer milhões de dólares e a imortalidade, eles não se preparam participando de eventos ao vivo, e alguns até seguram suas cartas de modo que outros as vejam.

Vários membros de nosso grupo de discussão se qualificaram para um grande freeroll. Eles discutiram as implicações da quantidade de competidores e da estrutura de blinds e payouts, e planejaram estratégias para essas condições. Vários ganharam dinheiro. Eles fizeram o mesmo antes do WSOP, e, mais uma vez, vários ganharam dinheiro. Para aprender como começar um grupo de discussão, leia minha coluna da Card Player, “Wednesday Poker Discussion Group’s 100th Meeting” (18 de julho de 2003).

Além de aprender regras, estrutura de blinds e outras coisas de uma sala ou torneio, prepare-se para um evento importante dormindo adequadamente e adquirindo a mentalidade certa. Inúmeros jogadores começaram bem, mas viram seus jogos se deteriorar porque não estavam preparados para jogar 12 ou mais horas.

A forma mais profunda e sofisticada de planejamento foi chamada de “jogo de guerra”. Mais de 2.000 anos atrás, Sun-Tzu escreveu seu livro clássico, A Arte da Guerra. Ele lembrou que bons generais utilizam espiões e outros meios para conseguir informações sobre o terreno e os exércitos e generais inimigos, analisam essa informação e então planejam sua estratégia.

Generais modernos geralmente conduzem jogos de guerra (batalhas simuladas) para tentar várias estratégias. Eles fazem com que uma força adversária lute da mesma maneira que o inimigo, vêem quão bem essas estratégias funcionam e fazem os ajustes necessários. O Pentágono geralmente simula batalhas e guerras inteiras em computadores.

Times de futebol americano utilizam um sistema similar. Se os Giants vão jogar contra os Redskins no próximo domingo, seus “olheiros” observam as partidas anteriores dos Redskins, e treinadores e jogadores assistem aos vídeos. Depois, o ataque pratica contra uma unidade de defesa que simula a retaguarda dos Redskins, e a defesa joga contra um ataque simulado.

Linda Johnson fez um jogo de guerra para o Ladies Night, torneio de uma mesa televisionado. Ela pediu a cinco amigos para agir como seus oponentes:

• Jim Leitner seria Kristy Gazes.
• Mylene Leitner seria Pam Brunson.
• Cary Darling seria Melissa Hayden.
• Ed Galvin seria J.J. Liu.
• Jan Fisher seria Mimi Tran.

Eles estudaram fitas dos torneios anteriores dessas jogadoras, pediram a amigos para comentarem a respeito de seu jogo, analisaram suas estratégias, estilos, forças e fraquezas, e agiram da maneira que cada uma jogaria. Suas sessões de prática utilizaram o tempo e a estrutura de blinds do torneio. Linda tentou várias estratégias, e eles analisaram em conjunto os efeitos de cada uma. Antes do início do torneio, ela sabia como devia jogar, e quando e como ajustar sua estratégia.

Sua intensa preparação valeu a pena. Ela ficou em segundo lugar, ganhou uma boa exposição televisiva e poderia ter ganhado facilmente. Mas, quando estava no heads-up contra Kristy, recebeu um par de valetes e trombou com um par de reis. Nenhum planejamento pode superar tamanha desvantagem.

Esses exemplos não provam o valor de qualquer tipo de preparação, mas nós não temos provas sólidas para quase nada no poker. Contudo, a experiência e os registros em competições atléticas certamente sugerem que utilizar as melhores ferramentas de preparação disponíveis pode ajudar imensamente a aumentar sua vantagem, e é isso que interessa no poker.

Minha próxima coluna irá discutir maneiras de se preparar na cardroom e na mesa. Em todo instante, você deve se lembrar do que Nolan Dalla disse a nosso grupo de discussão: “Freqüentemente, a batalha é ganha ou perdida antes de ser travada”. 

Fonte: CardPlayer




sexta-feira, 8 de janeiro de 2021

Dicionário do Poker

 



Termos Mais Utilizados do Poker




por Thiago Bocca


Em uma partida de poker podemos encontrar inúmeras terminologias próprias para indicar ações, sequências de cartas e tipos de jogo. Para te ajudar a lembrar dos termos mais importantes que envolvem uma partida de poker, nós preparamos um glossário com os principais termos que você deve conhecer para facilitar o seu jogo. Lembrando que aqui serão apresentados os termos mais frequentes, caso você queira também pode consultar o nosso Dicionario do Poker, lá você encontrará uma lista completa com diversos termos utilizados em todas as modalidades de poker.


3-Bet – Uma aposta, um raise e depois outro raise. O terceiro raise é um 3bet. Lembrando que antes do flop o big blind conta como uma aposta, portanto se alguém der raise e outra pessoa aplicar o re-raise, essa ação é um 3bet (Ex. Player A aposta, Player B aumenta, Player C “3bets” re-aumenta).

4-Bet – Um re-aumento (reraise) feito após uma aposta e dois aumentos. É a quarta aposta de uma rodada. O termo normalmente é usado em jogos Fixed Limit, mas também pode ser usado em pot limit e no limit (Ex. Player A aposta, Player B aumenta, Player C “3bets” re-aumenta, Player D “4bets” re-aumenta.

All-in – É um dos termos do poker mais conhecidos. Consiste na aposta que coloca todas as fichas de um jogador no pot.

Bad Beat – É o que ocorre quando o jogador com a mão que possui mais chances estatísticas de vencer na hora que recebe as cartas, acaba perdendo em função das cartas comunitárias.

Bet – É a ação de apostar que está disponível para o jogador, no entanto, só se torna possível caso nenhum jogador tenha realizado uma aposta anteriormente.

Big Blind – É a maior aposta obrigatória que deverá ser feita antes das cartas serem distribuídas, pelo jogador na segunda posição à esquerda do botão, ou seja, à esquerda do carteador.

Big Slick – Quando você recebe um A — K de mão.

Blind – É o termo genérico para a aposta compulsória que pode ser o Big Blind ou o Small Blind. Os jogadores nas duas posições à esquerda do Button são os responsáveis por colocar as blinds no jogo.

Bluff – Blefe. Quando você tenta enganar os jogadores, fazendo uma aposta alta sem nenhum ou com um jogo muito fraco.

Board – São as cartas comunitárias, que são utilizadas em conjunto com as cartas da mão dos jogadores.

Bounty – Se trata de uma gratificação em prêmio ou dinheiro que o jogador recebe por ter eliminado outro competidor do torneio.

Bullets – Quando você recebe um par de ases de mão.

Button (Botão) – É a posição que corresponde ao dealer no jogo, geralmente demonstrada por uma ficha sem valor com o nome “dealer” escrito nela, que é passada em sentido horário para o próximo jogador a cada nova mão. É um dos termos do poker que pode ser usado tanto em inglês, quanto em português.

Buy-in – Quantia de dinheiro que os jogadores precisam pagar para participarem de um torneio de poker. Normalmente, grande parte desse valor é destinada ao prêmio total. O termo também se refere à quantia mínima de dinheiro para um jogador entrar em uma mesa de cash games.

Call – Significa pagar a aposta. É a ação de igualar o valor de uma aposta feita por um oponente. 

Catch – Quando você consegue um jogo esperado. Ex.: você já tem K — Q — J — 9 e entra um 10 no “turn” ou no “river”.

Cash out – Significa fazer um saque, retirar uma quantia de dinheiro parcial ou total de uma conta de poker, ou quando um jogador deixa a mesa e as fichas que ele tinha na mesa são creditadas da sua conta em forma de dinheiro.

Check – O termo significa passar a vez. Essa ação é possível se nenhuma aposta tiver sido feita. Assim, o jogador pode dar check e permanecer na rodada sem investir mais fichas até o momento em que um jogador faça uma aposta. Esta ação também é conhecida como “dar mesa”. 

Chip – São discos plásticos que representam dinheiro em cash games ou valor em fichas nos torneios.

Chip leader – Nome utilizado para denominar o jogador que possui mais fichas em uma mesa ou torneio.

Dealer – Refere-se ao profissional que é responsável por distribuir as cartas em um jogo de poker (Crupiê) e monitorar as partidas. Também é o nome dado para a posição do Button na mesa.

Flop – O flop é um termo usado nas modalidades Texas Hold’em e Omaha. São as três primeiras cartas comunitárias que são abertas na mesa.

Flush – O Flush é o nome que usamos para indicar uma mão de poker que combina cinco cartas do mesmo naipe, fora da sequência, como por exemplo: As-Ks-8s-7s-3s (quinta combinação mais poderosa do jogo). 

Flush draw – Quando o jogador não consegue completar o flush, faltando apenas uma carta no mesmo naipe para realizar a combinação de quatro cartas, é considerado um Flush Draw

Fold – Significa desistir da partida. O jogador descarta suas cartas, desistindo da mão. Após a desistência do jogador, ele fica impossibilitado de participar das próximas rodadas de apostas da mão e não pode receber nenhuma parte do pote. 

Fold equity – É a opção de um ou mais jogadores desistirem de suas mãos caso um oponente faça uma aposta ou dê um raise (aumento).

Free cards – É uma carta, no turn ou river, que o jogador poderá receber de graça desde que não exista nenhuma aposta que ele precise pagar.

Freeroll – são torneios disputados de forma gratuita com pagamentos em dinheiro

Full house – O Full House é um termo que é usado para indicar uma mão com uma trinca e um par como, por exemplo, uma trinca de reis e um par de cincos. Esta é a quarta sequência mais importante do jogo. 

Hand – A melhor combinação que um jogador pode fazer com suas cartas e as cinco abertas na mesa.

Hole cards – São as duas cartas fechadas que cada jogador recebe no início da rodada. Elas também são chamadas de “pocketscards”, ou seja, cartas de sua mão.

Heads-Up – É quando você está jogando um torneio ou uma mão contra apenas um jogador.

High Stakes – Os high stakes são jogos que envolvem apostas de grandes valores ou, como o próprio nome diz, de alto risco.

Inside Straight Draw – Quando você precisa de uma carta de meio para fechar uma seqüência. Ex.: 6 — 5 -3 — 2 e espera por um 4 na virada da 4ª e/ou 5ª carta da mesa.

Limp – Participar da mão apenas pagando ao big blind, sem aumentar a aposta.

Main pot – É o pote principal da mesa, contendo as apostas realizadas.

Muck – Quando você não deseja mostrar suas cartas de mão a ninguém. Em jogos pela Internet, normalmente você clica com o mouse no botão apropriado, indicando esta sua decisão.

Nuts – É a melhor mão possível em um jogo. Nenhuma outra pode vencê-la.

Nuts Flush – Um flush (todas do mesmo naipe), você tendo o A, ou seja, o maior flush possível.

Out – Uma out é uma carta necessária para melhorar a sua mão. Em uma possível sequência onde só uma carta pode completar o jogo (de A a 5, por exemplo, faltando o 3), há quatro outs, (que são as cartas de valor 3).

Pair – É um termo usado para indicar que na mão de um jogador existem duas cartas iguais, formando um par. 

Pot – É a quantidade de fichas acumulada na mesa desde o início de cada rodada. O Pot começa com as apostas do Small e do Big Blind e pode ser aumentado se outros jogadores permanecerem na mesa ou se houver apostas durante aquela rodada.

Rags – São cartas ruins que não melhoram o seu jogo.

Rainbow – Quando você tem na mesa 3 ou 4 cartas com naipes diferentes

Raise – Raise, ou simplesmente “aumentar”, é o ato de aumentar a aposta em relação à rodada corrente – obrigando os adversários a tomarem uma ação ativa. 

River – Esta é a denominação para a última carta a ser virada. Nas vertentes Omaha e Texas, também é conhecida como 5th street, enquanto que no Stud, é chamada de 7th street.

Rake – É o percentual cobrado pelos sites de Poker nos torneios e nas mesas apostadas. Nos torneios ele é fixo de acordo com a mesa que você escolheu 10 + 1, 20 + 2, 200 + 20. Nas mesas apostadas eles retiram do Pot uma determinada quantia para o site

Rock – O tipo de jogador que só joga com as melhores cartas, tipo par de ases, reis, A -K etc.

Royal Straight Flush – É a maior combinação que se é possível conseguir em um jogo de poker. Ela é formada pela sequência de Dez ao Ás (dez, valete, dama, rei e ás) de um dos quatro naipes do baralho. Para você ter uma ideia da dificuldade de conseguir esta sequência, em todo o jogo são apenas quatro combinações possíveis, comparadas com 1.098.240 do par, combinação mais fraca depois da carta mais alta. 

Set – Ocorre quando um par que está na mão de um jogador “acerta” a trinca, quando as cartas comunitárias são reveladas.

Shove – É a ação de apostar todas as fichas ou dinheiro disponível em uma determinada rodada do jogo. Possui o mesmo que significado de Push, jam, all in, felt e chão.

Showdown – Após a última rodada de apostas, os jogadores revelam as cartas de sua mão, e este ato chama-se showdown. Este é um dos termos do poker essenciais, e é importante saber que uma mão só chega ao showdown se algum jogador apostou all-in, ou se mais de um jogador continuou apostando até o final dela.

Small Blind – É a aposta obrigatória do jogador sentado na primeira posição ao iniciar a rodada.

Splash the pot – É jogar as fichas na mesa de forma desordenada, ao invés de colocá-las organizadamente. É considerado uma falta de educação. Só ocorre em torneios e/ou em mesas apostadas ao vivo

Split – O split é um termo usado para indicar que a rodada em jogo terminou em empate e que o pote será split, ou dividido

Stack – O stack nada mais é do que a sua pilha de fichas na mesa de jogo.

Steal – Tentar ganhar um Pot apostando, quando os demais jogadores deram check.

Suited cards – Cartas do mesmo naipe.

Straight – É uma sequência de cinco cartas, sem levar em consideração os respectivos naipes. Vale, por exemplo você ter na mão um oito, nove, dez, valete e dama de naipes diferentes. Dentre as combinações possíveis, é a sexta mais forte. 

Straight Flush – O Straight Flush é a segunda mão mais forte que você pode ter no poker. Ela é conseguida quando você possui uma sequência de cartas do mesmo naipe, como por exemplo, de cinco a nove de espadas. 

Three of a kind – O termo é referente a uma das combinações possíveis. Significa que algum dos jogadores tem uma trinca de cartas iguais. É a sétima combinação mais poderosa do jogo. 

Tilt – O termo tilt vem do nome que era utilizado para descrever as máquinas de pinball que dava problema, parando de funcionar corretamente. Isso significa que um jogador que está em tilt está irritado, jogando de forma menos estratégica – estado que pode ser causado por uma bad beat ou cansaço, por exemplo.

Turn – É um termo usado em jogos de flop. O turn é a quarta carta distribuída no jogo, que acontece na terceira rodada de apostas.

Two Pair – Este termo é usado para indicar quando um dos jogadores possui dois pares de cartas em sua mão. Por exemplo, um par de damas e um par de cincos. É a oitava combinação mais forte. 

Under the gun – O primeiro jogador a manifestar-se depois do Big Blind.

WSOP – Torneio Mundial de Poker.

Então é isso, foram postados aqui os termos mais utilizados, lembrando que existem outras centenas de palavras que são utilizadas em todas as modalidades de poker e você pode encontra-las no nosso Dicionario do Poker.





Free no deposit poker bonus at BankrollMob

terça-feira, 5 de janeiro de 2021

Esportistas que Não devem Jogar Poker

 



10 esportistas que não seriam bons jogadores de Poker




por Chad Holloway


É comum ver estrelas do esporte, tanto ativas quanto aposentadas, tentarem uma chance no pôquer.
Outras figuras do esporte ativas na cena do pôquer são o antigo jogador do New England Patriot, Richard Seymour, sete vezes presente no Jogo das Estrelas; o jogador olímpico mais premiado na história, Michael Phelps; Orel Hershiser, que passou 18 temporadas jogando no Major League Baseball; e os jogadores da NBA Paul Pierce, Shawn Marion e Gilbert Arenas.

Além disso, vários atletas usam o pôquer como um veículo para dar suporte a suas várias iniciativas de caridade. Por exemplo, todos os anos o antigo jogador defensivo do Miami Dolphins e integrante do Hall of Fame da NFL, Jason Taylor, apresenta um torneio de pôquer de caridade no Seminole Hard Rock Casino, em Hollywood, Flórida. O evento ajuda a fundação Jason Taylor, que ajuda crianças carentes no sul da Flórida. E depois há Tiger Woods, que apresenta um evento de caridade anual em conjunto com o World Poker Tour.

No entanto, o pôquer não é para todos. Na verdade, há alguns atletas por aí que ficariam melhores se evitassem o jogo. Abaixo está nossa lista de 10 atletas de esportes diferentes que são muito irresponsáveis, loucos ou emocionalmente instáveis para adotar uma "poker face".


10. Takkarist McKinley (Futebol americano)



Se você viu a peneira da NFL deste ano, é claro que se lembra do destaque que apareceu no final da primeira rodada. Foi quando o jogador defensivo da UCLA, Takkarist McKinley, foi o 26º selecionado geral, pelo Atlanta Falcons, e incendiou as redes sociais.

"Me multem depois", disse o empolgado McKinley depois de soltar um palavrão na televisão ao vivo. McKinley estava emocionalmente agressivo em tributo a sua avó falecida, que não estava lá para ver seus sonhos de futebol se tornarem realidade. Alguns acharam seu comportamento desrespeitoso, enquanto outros ficaram tocados por sua paixão.

Para o pôquer, conter suas emoções é importante. Por mais que amaríamos ver a reação de McKinley a uma grande vitória de torneio de pôquer, achamos que alguns surtos ocasionados por tilt evitariam que isso acontecesse.


9. Mike Milbury (Hóquei)



Atualmente, ele é um analista da NHL na NBC, mas antes disso ele passou 12 temporadas jogando para o Boston Bruins. Ele realizou erros controversos em ambas posições. Como jogador, Milbury golpeou um torcedor na cabeça com seu tênis, o que resultou em uma suspensão de seis jogos e em arenas instalando painéis mais altos ao redor da pista de gelo.

Ano passado, Milbury chegou às manchetes depois de surtar quando as câmeras pegaram um jogador dançando durante o aquecimento dos pré-jogos. Não foi grande coisa, mas a resposta de Milbury foi exacerbada, passou dos limites e, de acordo com alguns, tinha tons racistas.

Para ter sucesso no pôquer, os jogadores devem exibir a habilidade de tomar sábias decisões. Milbury fez o oposto em várias ocasiões ao longo de sua carreira. Ele provavelmente deveria pular o pôquer e assumir um jogo em que pudesse participar sozinho, como golfe.


8. John Daly (Golfe)



Falando em golfe, John Daly não seria um bom jogador de pôquer. O "Wild Thing", que tem 18 vitórias profissionais, revelou em sua autobiografia de 2006 que tem um problema com jogatina. Ele afirmou ter perdido de US$ 50 a US$ 60 milhões nos 15 anos antes do lançamento do livro. Ele também supostamente perdeu mais de um milhão de dólares jogando em uma máquina de caça-níqueis de US$ 5.000 em Las Vegas.

É importante para os jogadores do pôquer praticarem o jogo responsável. Se alguém tiver dificuldade com isso, como Daly, então, é de seu próprio interesse evitar o jogo.


7. Kurt Busch (NASCAR)



Condutor do Ford Fusion Nº 41, Busch é um dos nomes mais reconhecidos em todo o mundo da corrida. Ainda ativo no circuito, as chances são de que ele nem teria tempo para jogar pôquer. Isso é uma boa coisa, já que sua natureza controversa provavelmente não o levaria ao sucesso.

Ao longo dos anos, Busch bateu em outros carros de corrida, entrou em brigas e lançou discursos cheios de xingamentos. Ele também foi suspenso em 2015 após alegações de violência doméstica. Na última década, não houve um ano em que Busch não se meteu em encrencas.

Suas habilidades de concentração e capacidade de lidar com situações de muita pressão podem torná-lo um ótimo jogador de pôquer, mas achamos que ele teria problemas para encontrar o balanço necessário para o sucesso.


6. Amar’e Stoudemire (Basquete)


O jogador de basquete de 2,08 metros esteve na NBA de 2002 a 2016, e por mais que curtisse uma carreira de sucesso, ela foi regada a acessos de raiva. Por exemplo, em 2012 ele deixou a American Airlines Arena com seu braço em uma tipoia. Por quê?

Essa não foi uma lesão causada pelo basquete. Em vez disso, ele teve um ataque de raiva, socou uma proteção de extintor de incêndio e cortou sua mão esquerda. Mais tarde em sua carreira, ele entrou em uma rixa no Twitter com um torcedor e usou expressões homofóbicas, que resultou em uma multa de US$ 50.000.

O pôquer requer resistência, e Stoudemire não parece ter o necessário.


5. Serena Williams (Tênis)


Serena Williams pode ser para o tênis o que Phil Hellmuth é para o pôquer: o maior mau perdedor do jogo. Como o "Poker Brat", Williams demonstrou pouco coleguismo em mais de uma ocasião.

"Vou pegar essa bola em enfiar na sua [palavrão] goela", Williams disse uma vez a um juiz de linha, esbravejando depois de ser culpada de uma falta por pé.

Se você procurar no Google "Temperamento de Serena Williams", encontrará resultados como as manchetes "Serena Williams e os 20 piores acessos de raiva na história do tênis" e "ESPN é complacente com o mal exemplo dos acessos de raiva de Serena Williams". Se fizer o mesmo para Hellmuth, encontrará títulos semelhantes.

Dito isso, Hellmuth é o mais ornamentado jogador de pôquer na história. Tanto ele quanto Williams claramente têm uma paixão por seus respectivos jogos, então se ela fizesse a transição, não daria para dizer o que ela poderia conquistar.


4. Grayson Allen (Basquete)


A estrela de basquete colegial da NCAA saiu nas notícias nacionais no ano passado após derrubar seus oponentes intencionalmente. Primeiro, foi Raymond Spalding de Louisville, e depois Xavier Rathan-Mayes de FSU. Na temporada seguinte ele disse que esses incidentes não aconteceriam mais, mas aí derrubou Steven Santa Ana de Elon Phoenix. Tudo isso vindo do capitão do time!

Para ficar pior, Allen não assumiu nada do que fez. No início, a falta de disciplina sugeriu que a equipe aceitava seu mau comportamento, mas eventualmente, ele foi destituído de seu título de "Capitão do time" e suspenso indefinidamente, apesar de ter voltado a jogar no começo deste ano.

Allen tem problemas de raiva, e suas artimanhas de tropeços são como tentar fisgar jogadores inexperientes no pôquer. Se ele entrasse no jogo, há uma boa chance dele burlar as regras do jogo e de etiqueta para que pudesse vencer.


3. Rob Gronkowski (Futebol americano)


O jogador de tight end do New England Patriots, conhecido por todos como "Gronk", é uma fera no campo. Fora de campo, ele desenvolveu uma reputação como homem selvagem. Seu “Gronk Party Ship” e “Gronk Party Bus” se tornaram lendários. Ele apareceu na capa da revista GQ, curte a vida noturna e pode relembrar a alguns fãs do pôquer o Dan Bilzerian.

Recentemente, o comportamento de Gronk fora do limite resultou na impossibilidade da "fritada" do antigo atleta da Red Sox, David Ortiz, ir ao ar na televisão. O motivo – as piadas de Gronkowski eram extremas.

Nada disso significa que ele seria um mau jogador de pôquer, mas estar em Las Vegas pode ser perigoso para aqueles que gostam de uma festa. Ainda assim, não dá para deixar de pensar que o pôquer seria um jogo mais divertido com Gronk nele. Ele tende a trazer a festa, e seria legal vê-lo jogar junto com o antigo jogador dos Patriots, Richard Seymour.


2. Lonzo Ball (Basquete)


Em 22 de junho, Ball foi o segundo selecionado geral em uma peneira da NBA de 2017, pelos Los Angeles Lakers. A previsão é de que ele se torne uma estrela e espera-se que curta a carreira do Hall of Fame. Não teríamos um problema com Ball jogando pôquer, mas o problema é que ele pode estar acompanhado de seu pai sem noção, LaVar.

LaVar chegou às manchetes após dizer que seu filho era melhor que Stephen Curry, LeBron James e Russell Westbrook. Ele então lançou um tênis de US$ 495 sob sua marca Big Baller, sendo muito criticado por isso. Parece que ele adora chamar atenção, e ser humilde não está em suas habilidades. Ele até foi chamado de "a pior coisa que aconteceu com o basquete nos últimos cem anos".

Seria ótimo ter alguém com o calibre do Lonzo Ball envolvido no pôquer, mas não se isso significasse que seu pai não o permitiria ser seu próprio dono. A última coisa que o jogo precisa é de alguém como LaVar se tornar a pior coisa a acontecer com o pôquer nesse século.


1. Connor McGregor (MMA)



Admitimos que ter a estrela do UFC, Connor McGregor, no pôquer seria altamente divertido. Ele, sem dúvida, entraria no jogo pensando que poderia chegar aos principais competidores imediatamente, assim como está fazendo com seu próximo combate de boxe contra Floyd Mayweather, que deixou sua aposentadoria especialmente para derrubar o irlandês.

Essa já está sendo nomeada como uma das melhores lutas de boxes, apesar da maioria dos especialistas prever uma vitória fácil de Mayweather. Ame-o ou odeie-o, não dá para negar que McGregor é uma força desejando tentar coisas novas. Ele é impetuoso e arrogante, mas ainda assim, talentoso e confiante.

Seria ótimo vê-lo trazer sua fortuna às mesas de pôquer para enfrentar alguns dos melhores jogadores como, Phil Ivey e Chris Moorman, mas ele provavelmente tem uma chance ainda menor contra eles se comparado à sua chance contra Mayweather.

McGregor é uma espécie física superior, e enquanto há certamente um grande aspecto mental que vem com artes marciais mistas, o pôquer requer um tipo diferente de fortaleza mental. Prevemos que suas habilidades não serão transferidas para o pôquer, mas nunca saberemos a menos que ele pegue um lugar no jogo!

Fonte: 888poker



sábado, 2 de janeiro de 2021

Celebridades e o Poker

 


Conheça 10 celebridades que gostam de jogar poker

O poker não para de crescer no mundo todo e não poderia ser diferente dentre os famosos, principalmente os que gostam da competitividade e adrenalina como os esportistas. Mas a verdade é que o poker fisga! Só quem joga, sabe.

Por isso, não é difícil encontrar famosos que são aficionados pelo jogo, inclusive alguns que já até se envolveram em polêmicas por conta dele, como o Tobey Maguire que se envolveu em problemas judiciais com jogos clandestinos. Vamos conhecer alguns deles:

Matt Damon

Matt Damon foi um dos atores do popular filme ‘Rounders’, que é baseado no poker. O ator se aprofundou no papel de jogador de poker e perdeu cerca de $ 25.000 ao aprender sobre o tema jogando a WSOP. Ele, no entanto, já jogou em muitos torneios grandes com outras celebridades e muitas vezes ganhou dinheiro com o jogo.

Ben Affleck

Quando Matt Damon joga poker, seu melhor amigo não pode ficar de fora, pode? Ben Affleck também participou de vários eventos de poker. Ele tem apenas um resultado em dinheiro em seu nome, pelo menos com base em relatórios, que lhe renderam mais de $300.000, mas ele é assíduo dos grandes jogos e figurinha carimbada nas mesas de poker em Los Angeles.

Cristiano Ronaldo

Cinco vezes eleito o melhor jogador de futebol do mundo, Cristiano Ronaldo também é um craque das mesas. Conhecido por sua competitividade, Ronaldo já não é tão presente nos feltros de poker ao vivo, como Las Vegas. Mas já foi inclusive jogador patrocinado da Poker Stars durante o período de 2015 a 2017.

Neymar

Neymar já demonstrou várias vezes em seu Instagram que é um amante do poker. Apadrinhado no poker por André Akkari, o jogador já foi patrocinado pela Poker Stars, assim como ele, jogou torneios ao vivo no Brasil, como o BSOP e é figura carimbada nas mesas de poker online, cravando recentemente o Big $22 da Poker Stars.

Gerard Piqué

Outro jogador de futebol fisgadinho no poker é o Gerard Piqué. O zagueiro do Barcelona FC já participou de três mesas finais do EPT de Barcelona, já acumulou $668,155 em prêmios no poker ao vivo, sendo o maior deles um segundo lugar no High Roller em Barcelona, faturando a bagatela de $391,772.

Rafael Nadal

O craque espanhol do tênis parece gostar um pouco de poker quando não está ganhando campeonatos na quadra. No ETP de Praga, ganhou seu primeiro torneio de pokerao vivo, jogando contra grandes nomes do poker, incluindo Daniel Negreanu. O jogador espanhol ganhou € 50.000, que prontamente doou a uma instituição de caridade.

Michael Phelps

Michael Phelps é um verdadeiro competidor que substituiu parcialmente a vitória nas piscinas pela vitória na mesa de poker. Ele aprendeu pôquer com Jeff Gross, um ex-colega de quarto, que desde então se tornou profissional de poker. O próprio Phelps ainda não se tornou um jogador de poker profissional, mas, segundo todos os relatos, ele tem talento para isso e tem vários resultados decentes.

Kevin Hart

Um ator de grande sucesso e comediante de stand-up, Kevin Hart também é um grande fã de poker, surpreendendo muitos entusiastas do poker quando ele se juntou a um torneio ao vivo nas Bahamas em 2017. Um comediante de sangue puro, Hart expressou sua intenção de unir o mundo através do riso. Atualmente é um dos embaixadores da partypoker.

Aaron Paul

Breaking Good: Aaron Paul Makes Day 2 of PokerStars Championship ...

O ator de Breaking Bad é um excelente jogador de poker. Ele entrou para o time de poker LA Sunset, onde jogou e venceu duas partidas do Global Poker League. Paul também fer um comercial da Poker Stars ao lado do astro Cristiano Ronaldo. Já disputou WSOP e cash games ao vivo nas Bahamas.

Tobey Maguire

O ex-ator do Homem-Aranha, Maguire joga poker há mais de 15 anos. Desde então, ele ganhou a reputação de um adversário difícil em eventos ao vivo e online. Ainda assim, ao contrário de alguns dos outros jogadores da lista, sua reputação no poker carrega um pouco de lado negro. Há rumores de que ele é um dos envolvidos nos jogos clandestinos delatados por Molly Bloom.


Fonte: ROYALpag




quinta-feira, 31 de dezembro de 2020

Feliz 2021 PokerManiacos!!!

 


Feliz 2021

2020 foi um ano difícil. Muitas perdas, muitas tristezas e medos. Muitas familias estão em luto. E todos tiveram que se afastar um pouvo.
No Poker todos os grandes torneios foram cancelados. Até mesmo para o Poker Online não foi muito bom. Apesar das pessoas poderem jogar em casa, parece que não foi a mesma coisa.

Mas o ano acabou... FINALMENTE!!! O ano para se deletar da memória. E as soluçoes para se ultrapassar todas as dificuldades de 2020 estão aparecendo em todos os lados. E os laboratórios conseguindo fazer uma vacina que é a grande esperança da humanidade.

Portanto tudo indica que realmente 2021 vai ser um grande ano!!!

A PokerManiaBR deseja a todos os leitores e amigos um 2021 de Esperanças e Realizaçoes!!!

Um Grande e Abençoado 2021 para todos vocês!!!!

domingo, 27 de dezembro de 2020

Neymar volta ao PokerStars

 



Neymar volta ao Team PokerStars.net

Camisa 10 da seleção brasileira é aficionado pelo poker



Depois de tanto se falar sobre um possível retorno de Neymar ao Barcelona, o atleta do PSG está de volta mesmo ao Team PokerStars.net. Embaixador do site entre maio de 2015 e abril de 2017, ele é a grande contratação da plataforma para a próxima temporada.

“Quando eu não estou jogando futebol, eu amo jogar cartas. Competir contra os meus amigos é uma das minhas grandes paixões. Eu adoro os aspectos sociais do jogo. Me divirto com as situações que o poker proporciona. Por ser um verdadeiro fã do poker, eu estou super animado com a oportunidade de começar um novo capítulo com o PokerStars.net. Juntos, nós vamos proporcionar grandes momentos para os fãs do jogo em todo o mundo”.

A paixão de Neymar pelo poker é antiga. Mesmo após o término do seu primeiro vínculo com o site, ele seguiu participando de MTTs do PokerStars.net tanto nos feltros ao vivo quando no online. Em 2018, o atacante chegou a fazer FT no High Roller do BSOP São Paulo.

“Neymar é uma verdadeira estrela global, porém o que sustenta essa parceria é o seu genuíno amor pelo poker. No PokerStars.net, nós estamos constantemente elaborando ações para criar novas energias, emoções e entretenimento aos nossos clientes. Ao lado do Neymar, nós acreditamos que podemos levar a nossa missão a um próximo nível”, declarou Martin Nieri, Diretor Global Criativo do PokerStars.net.

Apesar de ter uma agenda repleta de compromissos, Neymar sempre foi um grande porta-voz do esporte da mente. No final de 2015, o portal Football Leaks vazou documentos do contrato entre o jogador e a Amaya, proprietária do PokerStars.net. Na publicação, o site divulgou que Neymar recebia € 2 milhões por ano, com a obrigação de mencionar o site inúmeras vezes em suas redes sociais.

Fonte: CardPlayer


Free no deposit poker bonus at BankrollMob