quarta-feira, 3 de junho de 2015

O que Grandes Jogadores de Poker Fazem


O que Grandes Jogadores de Poker Fazem


Por Fabio Eiji

Grandes jogadores não dependem exclusivamente das cartas

Eles desenvolvem a habilidade de analisar o range do adversário e o bordo, de maneira que decidem pela melhor forma de agir ou reagir.

Dessa forma, conseguem minimizar as perdas e, o melhor, maximizar os lucros. Um jogador profissional em um dia ruim certamente perderá menos que um jogador recreativo e inexperiente nas mesmas condições.

Estudo técnico é importante, mas a experiência também conta. Conheço jogadores muito bons nesse aspecto mas que têm pouco domínio teórico, por exemplo.


Grandes jogadores não perdem tempo reclamando da sorte

É muito melhor gastar a energia estudando e analisando os próprios erros, apesar de ser mais cômodo colocar a culpa na variância ou na sorte. Eu mesmo já fui vítima dessa tendência muitas vezes.

Passar por uma bad run é realmente complicado e mexe com a cabeça de qualquer um. Faz, inclusive, a gente duvidar na nossa própria capacidade.

Viver de poker hoje é muito difícil. É preciso ser muito bom tecnicamente, mas não somente; uma cabeça boa e preparada é ainda mais importante.


Grandes jogadores gerenciam bem suas carreiras

Aqui não quero dizer necessariamente gerenciar bankroll ou saber a hora de tentar se transformar em um Team Pro de alguma sala de poker. Mas um bom jogador de poker sabe avaliar em qual limite ou sala de poker deveria investir mais tempo, em qual torneio ou tipo de SNG deveria jogar mais volume ou quem são as pessoas com quem realmente vale a pena trocar idéias sobre estratégia.

Faze move ups/move downs levando em conta época do ano, nível de confiança, entre outros, também faz parte do gerenciamento de carreira. Temos vários exemplos de colegas que, mesmo ganhando muito em um curto espaço de tempo, não conseguiram gerenciar corretamente suas carreiras e acabaram tendo que desistir da profissão de jogador de poker.


Grande jogadores não perdem tempo analisando mãos muito específicas

Os melhores jogadores do mundo são, em geral, grandes "contadores de paradas"; opinam e trocam idéias, mas não perdem horas e horas conversando sobre a mesma mão.

Eu sei que é divertido e tentador e eu mesmo já virei madrugadas discutindo uma única mão com amigos, até perceber o exagero que cometia.

É muito mais produtivo conversar sobre estratégias mais gerais: como jogar cada faixa de stack, qual tamanho de apostas fazer contra determinados tipos de jogadores, etc; do que ficar querendo encontrar pêlo em ovo em uma situação que dificilmente se repetirá. Uma dica que eu posso dar é que, quando conversar sobre uma mão com alguém, tente focar nos conceitos por detrás dela e não simplesmente na carta que bateu no river.

Grandes jogadores de poker têm uma rotina

Viver de poker hoje em dia já é tão difícil por si só que não deveríamos criar mais obstáculos pra nós mesmos.

Ninguém (ou quase ninguém) está preparado para, do nada, começar uma vida que exige passar 12 horas ou até mais por dia, 5 ou mais dias na semana, na frente de um computador clicando botões. É preciso, claro, "educar" a mente e o corpo para se acostumarem a essa nova realidade.

E isso é um aspecto que dificilmente se desenvolverá se não respeitarmos nossos próprios limites, e mais, se não cuidarmos para ir devagar. É preciso ter boas horas de sono, dias de descanso, tempo para amigos, família e namorada (certamente necessitamos do apoio dessas pessoas e não que elas odeiem o poker).

- Ah, mas a grande vantagem de ser jogador de poker é que vc não tem horários, nem chefes te cobrando, etc! - dirá alguém.

Errado! Temos horário sim! Tempo mínimo de jogo a cumprir... Número mínimo de torneios... E nosso chefe somos nós mesmos! Afinal, nosso "salário" depende exclusivamente de nossa produtividade.



Nenhum comentário:

Postar um comentário