domingo, 30 de outubro de 2016

Liv Boeree - Zoom Poker

Liv Boeree, jogadora profissional do Team PokerStars Pro, mostra a sua estratégia para jogar Zoom de forma rentável.



sábado, 29 de outubro de 2016

Cash Game Poker - Albernathy e Joe McKeehen

Siga a mesa de Cash Game Poker, com Samantha "Sam" Abernathy e Joe McKeehen.
Esta primeira parte de quatro, tem também a participação de Mike Sigel, Dew Micali, Matt Glantz, Steve Ruddock, Jared Bleznick, Shaun Deeb e Mike Dentale.

Blinds $25/$50 e buy-in de $5.000 - $20.000.

Divirtam-se!









quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Valor X Blefe


Valor X Blefe


Por Rafael Vilella


Um dos erros mais comuns cometidos no poker, e quando digo isso não me refiro apenas aos iniciantes, visto que muitos jogadores com experiência erram muito também nesse quesito, é o size bet, ou seja, o tamanho da aposta efetuada. Isso ocorre, em sua maioria das vezes, pelo fato de o jogador não ter total domínio sobre o conceito de valor e blefe e por esse motivo erra na hora de apostar.

Diante disso, irei falar um pouco deste assunto hoje, dando a minha opinião de valor e blefe para que quem estiver começando a jogar poker já comece a se questionar sempre sobre esse assunto, e toda vez que for tomar uma decisão no jogo, tenha total certeza do real motivo daquela ação.

O valor de uma mão muda a cada rodada de apostas (street), por esse motivo, mesmo que tenhamos uma mão de alto valor como o AA, ela pode perder seu valor absoluto após o flop, turn ou river de acordo com as cartas apresentadas e as jogadas dos adversários da mesa, por exemplo. Por isso é importante analisar o valor de suas cartas em cada momento do jogo, antes de tomar sua decisão.

Vale lembrar que o size bet é sempre baseado no tamanho do pote disputado. Você não irá ofertar R$20 mil em um carro que vale R$10 mil, correto? Então também não irá apostar 500 fichas em um pote de 200, ok?

Para que você consiga ter uma análise mais precisa do valor que sua mão tem em cada rodada de apostas (street) é preciso analisar sempre quais são as possíveis combinações de cartas (range) que seu adversário tem de acordo com as jogadas dele, posição na mesa, estilo de jogo, etc. Eu sei que isso é algo mais complexo para quem está começando, mas é preciso que você preste atenção nisso agora que está aprendendo, pois essa habilidade é construída com prática, então quanto antes você começar, antes você vai aprender.

Como fazer isso? Bom, ao longo dos artigos, farei alguns mais técnicos como esse e abordarei esse assunto mais profundamente, mas de início um bom exercício é você ir acompanhando a mesa em todas as mãos (mesmo as que você estiver fora do jogo) e pensando com quais cartas você acredita que os jogadores tomariam aquelas decisões e prestar atenção nas cartas que eles apresentarem ao fim da mão (showdown).

Com isso, você vai vendo com quais cartas os adversários têm tomado determinadas ações e aprendendo a colocá-los em um determinado range nas mais diversas situações. Porque isso é importante? Porque quando você estiver disputando uma mão com esses oponentes, você vai conseguir avaliar melhor a possibilidade de estar vencendo ou perdendo a mão e então definir se você está jogando por valor ou por blefe (inclusive verificar se o blefe passaria, ou seja, o oponente foldaria para sua aposta).

É importante lembrar que sempre, SEMPRE, que você for dar uma ação no poker você precisa saber o porquê de estar tomando aquela ação. Todas as vezes que você não souber essa resposta, você tende a estar errando. Não preciso nem dizer que errar no poker é perder dinheiro ou fichas, né? Pelo menos no longo prazo sim!

Uma vez que você identificou se está jogando por valor ou por blefe, você precisa escolher a melhor decisão para arrecadar mais fichas naquela mão, ou se deve desistir dela, caso a situação tenha ficado desfavorável. Porém como o foco aqui é você decidir se irá jogar por valor ou blefe, irei desconsiderar as situações de fold, visto que fold não encaixa em situações de valor ou blefe, ok?

Quando você tem um valor relativo na sua mão, ou seja, você tem uma mão de valor, mas não está nuts (a mão mais forte possível naquela situação), a melhor jogada tende a ser jogar de forma menos agressiva. Assim você não infla muito o pote e não precisa investir muitas fichas em um pote que você pode precisar foldar em outras streets ou ainda pode perder a mão no showdown. O sizebet nessas situações não devem ser muito grandes e quando formos apostar é necessário pensar antes o que faremos se o vilão der raise (aumentar a aposta) para sabermos se o ideal será bet e call no raise ou bet e fold. E para essa decisão é importante encaixarmos o vilão em um range.

Já quando você tem valor absoluto na mão, ou seja, está nuts ou a probabilidade de você ter uma mão melhor que seu adversário é quase 100%, você irá definir a ação de forma a aumentar a arrecadação de fichas.

Por vezes será melhor você pedir mesa, para incentivar o adversário a blefar, outras você precisará apostar pouco para receber call de mãos muito piores ou ainda apostar pouco para demonstrar fraqueza e receber um raise do adversário. Ainda terá vezes que será necessário apostar forte para extrair muitas fichas de uma mão boa, mas que você está vencendo. Isso você irá definir de acordo com as cartas da mesa, a forma que a mão foi jogada e o range que você colocou o adversário, tal como o estilo de jogo do vilão.

Para exemplificar uma situação de jogo:

“Você abre raise em posições finais com 99 e recebe call do big blind. O flop abre 7K3. O adversário pede mesa e a ação vai para você”.

Nesse momento, você tem uma mão de valor, mas não a melhor possível na mesa (não está nuts). Nessa situação a melhor opção seria o check por valor, visto que se você optar por apostar você estaria blefando que tem a melhor mão, enquanto não tem. “Após você dar mesa o turn abre um 2 e o oponente pede mesa novamente”. Já nessa situação, você – provavelmente – tem uma mão melhor que seu adversário que pediu mesa novamente, mesmo você não tendo apostado no flop. Como você chegou à conclusão que você tem valor, a melhor opção seria apostar um valor que seja suficiente para mãos piores (pares menores, por exemplo) pagar sua aposta. Porém, como dito anteriormente, é importante definir se será bet/call ou bet/fold.

Como existe a possibilidade de o oponente ter acertado o K e estar dando mesa para incentivar você a apostar, ou ainda ter acertado 2 pares, iremos avaliar o tamanho do raise do vilão, caso ocorra. Se for um valor pequeno, iremos pagar, pois o valor a pagar será pequeno pelo tamanho do pote e temos chance de melhorar nossa mão no River. Já se for um valor muito alto em relação a nossa aposta, iremos foldar. “Você apostou e o adversário pagou. O River abriu um 9 e novamente o adversário pede mesa”. Após o river você tem uma trinca – mão de muito valor, mas não é o nuts. Contudo, pela forma como a mão foi jogada, descartamos a possibilidade de o vilão ter KK, visto que não deu re-raise pré-flop (o que ele faria em 99% das vezes com essa mão).

Com essa informação, entendemos que não tem chance de o vilão ganhar de nós. Ao mesmo tempo, o vilão pagou nossa aposta no turn, o que nos induz que ele possui alguma mão de valor médio ou não acredita que temos uma mão de valor e que pode vencer a mão. Por esse motivo, iremos fazer uma aposta um pouco mais alta para arrecadar mais fichas. Isso porque sabemos que, nessa situação, quem paga uma aposta de 40% do pote, irá pagar também uma aposta de 70% do pote, assim como quem folda para uma aposta de 70% folda também para uma aposta de 40%, ou seja, apostar 70% tem o mesmo efeito de apostar 40%, então se queremos ganhar mais fichas, precisamos apostar mais alto (70%). É importante ressaltar que o % do pote utilizado aqui nesse exemplo serve apenas para exemplificar realmente, pois esses valores irão variar de acordo com cada situação para fazer a melhor jogada possível.

Falamos das vezes que estamos jogando por valor, correto? E quando decidirmos jogar por blefe? Bom, em primeiro lugar é importante existir uma probabilidade grande de o adversário não ter um valor muito alto na mão, a ponto de que nosso blefe não irá passar. Além disso, sempre que definimos que estamos jogando por blefe, é preciso saber se a forma que jogamos anteriormente nessa mão demonstra que temos um range de valor na mão, para que o vilão acredite que temos uma mão boa e não pague nossa aposta.

Outro ponto importante a se atentar é a forma que jogaríamos essa mesma situação se realmente tivéssemos valor na mão e jogar da mesma maneira quando estivermos blefando. Isso porque, quando formos decidir blefar uma mão, é necessário que toda a jogada, desde o pré flop, siga uma linha que demonstre que temos a melhor mão, ou seja, devemos “contar uma história” que convença o adversário de que ele está perdendo e por isso ele deve foldar a mão. Não podemos esquecer de analisar o adversário antes de decidir blefar uma mão.

Se sabemos que é um adversário que dificilmente folda uma mão, não adianta tentar blefar, pois dificilmente vai passar. Se é um adversário que aposta muito pouco e está apostando naquela mão, ele provavelmente tem uma boa mão e dificilmente vai largar, ou seja, o blefe também não vai passar. Nós tendemos a blefar mais em cima de adversários que jogam muitas mãos de valor baixo, pois na maioria das vezes terão mãos ruins suficientes para foldar para nosso blefe. Nossa imagem na mesa também é muito importante para definir se nosso blefe irá passar, por isso também devemos ficar atentos a isso.

Por fim, não posso deixar de citar que o momento do torneio é decisivo para definir se vale ou não vale a pena optar por blefar. Por exemplo, início de torneio é um péssimo momento para jogar por blefe.


Bom galera, o artigo ficou um pouco extenso hoje, mas dei meu máximo para que ficasse bem detalhado e explicado para gerar um conteúdo legar de estudo para vocês.




Free no deposit poker bonus at BankrollMob

quarta-feira, 26 de outubro de 2016

World Series of Poker 2016 - Main Event - Dia 7 - WSOP

Assista 2 Episódios em um. WSOP 2016, dia 7 do Evento Principal (Main Event), a versão HD com 2 horas de duração.

Divirta-se assistindo conosco.







segunda-feira, 24 de outubro de 2016

A Importância da Posição


Posição



Por Sérgio Prado


Você joga poker com os amigos e quer ter muita vantagem nas mesas?Então preste atenção nessa dica que eu vou dar…

Um dos conceitos mais importantes do jogo é a questão da “posição”.Essa é uma ideia que parece bastante óbvia, mas que passa despercebida pela imensa maioria dos amadores. E depois que você passa a prestar atenção nisso, vai ficar se perguntando: “Como não pensei nisso antes”?

Imagine que eu e você estamos em uma feira de carro usados. Em nossa frente, um belo Fusca 66, extremamente bem conservado, que desperta nossa atenção. Você rapidamente fala para o vendedor que está oferecendo dez mil reais pelo carro. Depois disso, que tem a vantagem na negociação: eu ou você?

Tomar minha decisão depois da sua atitude me dá uma enorme vantagem! Agora posso escolher se o carro realmente vale a pena e oferecer um pouco mais de dinheiro ao vendedor, ou achar sua oferta absurda e abandonar a negociação sem perder nenhum tostão. Muito bom, certo?

O poker é um esporte mental, onde a informação é seu bem mais valioso. Quanto mais você souber sobre seus adversários e as situações que eles criam nas mesas, mais vantagem você tem! 

A cada mão de poker sua posição muda na mesa. Preste sempre muita atenção nisso! Se você for o primeiro jogador a falar na rodada, as opções de mãos iniciais que você vai jogar são mais limitadas. Geralmente nas primeiras posições você vai colocar fichas no meio da mesa apenas com mãos de valor mais alto. Pelo contrário, se você estiver com o botão do “dealer” e for o último jogar a tomar decisão no pré-flop, já vai ter uma boa ideia do que os seus adversários fizeram antes de você. Se nenhum deles apostou e você só tem os blinds para falar, pode ampliar bastante seu leque de mãos iniciais.

Outra vantagem de utilizar bem o conceito de posição é poder colocar pressão em seus adversários. Em um exemplo simples, se você e um oponente estão frente a um flop com Ás - Valete - Seis de naipes diferentes e ele pede mesa, geralmente com uma aposta simples você vai acabar levando as fichas, mesmo sem ter acertado nada na mesa. Uma enorme vantagem!

Resumindo: nunca esqueça de considerar sua posição na mesa antes de fazer suas apostas, isso é mais importante até do que as cartas que você tem na mão. Lembre sempre que quanto mais você souber, mais fácil vai ser sua decisão na hora de jogar.





domingo, 23 de outubro de 2016

Heads Up Poker - Negreanu, Moneymaker e Hellmuth

Heads Up entre Daniel Negreanu e Chris Moneymaker.
Neste episódio participam os jogadores profissionais Phil Ivey, Jennifer Tilly, Mike Matusow, Doyle Brunson, Vanessa Rousso e Scotty Nguyen.





Heads Up entre Phil Hellmuth e Mike Sexton.
Neste episódio 2, participam ainda jogadores profissionais como Chris Ferguson, Tom Dwan e outros, em emocionantes Heads Ups.








sexta-feira, 21 de outubro de 2016

Como Identificar um Fish

Você consegue enxergar o peixinho amarelo? Ou você é o peixinho amarelo?


Como Identificar e Explorar

um Fish numa Mesa de Poker


Por David Schmid

Conhecido também como jogador recreativo, o fish é um membro muito importante da comunidade de poker, pois com ele sempre vem a action. Nesse artigo vamos entender quais melhores formas de achá-los nas mesas de cash game no poker on-line e como jogar contra eles.

Muito dos termos e siglas abaixo são comuns aos jogadores habituados com o uso de softwares e ferramentas de apoio, conhecidas como HUD. São dados e informações importantes, usadas de forma regular por vários players. O objetivo desse artigo não é se aprofundar na explicação do termo, mas exibir aquelas que caracterizam os fishs.

Antes de tudo é fundamental identificarmos os fishs. O que diferencia um fish de um jogador regular?

“Se após meia hora de jogo você não identificar quem é o pato, é porquevocê é o pato!”Matt Damon em Rounders

Uma característica comum é que fishs dão muito limp. Também é comum postarem o big blind e o small blind antes da hora. 

Stats Comuns


As stats mais importantes para identificar um fish são:
VPIP (Voluntary put $ in pot)

Essa stat define a frequência em que um jogador se envolve em mãos, fishs usualmente têm VPIP acima de 39,00.
Fold to Preflop 3bet

Quanto o jogador larga a mão quando é aumentado após ter dado um raise no pré flop. Os fishs possuem menos de 40% nesta stat.
Winnings

Resultado em dinheiro da soma das sessions do jogador. Os fishs costumam apresentar resultados deficitários. Entretanto vale lembrar que há recreativos que são lucrativos e vou falar sobre eles no decorrer do artigo.


Jogando contra um fish


Existem basicamente dois tipos de fish:

Fishs calling stations (passivos)
Esses fishs têm um PFR (pré-flop raise) baixo e folds pós-flop em geral baixos também. Contra eles, é interessante betar bastante com nossas mãos de valor, principalmente em boards wet. Quando tivermos um draw, recomendo optar pelo check. Não há necessidade de betar sem valor contra este tipo de fish.

Fishs Aggro (ativos)
Estes são identificados por PFR alto e AF(Agression Factor) alto. Encarando um fish desse tipo exige muito estômago para ir até o showdown. Checks facilmente induzem blefes do recreativo e bets contra eles costumam tomar raises também. Recomendo jogar de forma inteligente as mãos de valor efoldar seus airs ou draws caros.

Algumas jogadas comuns utilizadas por eles:

– Donkbet
A mais frequente é a donkbet. Essa aposta ocorre quando o jogador está fora de posição e dá call no raise de outro jogador. Quando vem o flop, o caller lidera fazendo uma aposta. A donkbet pode ser usada em outras streets além do flop. Por exemplo, a donkbet river. Ela constantemente é usada pelos fishs como uma blocking bet (quando não querem pagar uma aposta alta pra ver o showdown) e também em forma de blefe e valor. É preciso analisar bem a mão para interpretar corretamente o que o fish está fazendo.

– Raise com Top Pair
Este raise é muito presente no estilo de jogo dos fishs e não é incomum o kicker ser baixo. Interessante observar que muitos deles não dão raise nas streets iniciais com seus set’s e deixam pra aumentar apenas no river.

– All in com flush draw e open-ended straight draw
Recorrente nos 3bet+ pots, quando os fishs se deparam com um draw e colocam todas fichas no pote.

Fishs Habilidosos
Existem alguns fishs que, quando você os encontra e entra na mesa, ele está lá com mais de cinco buy-ins de stack e todos os outros regulares da mesa com o buy-in inicial. O que aconteceu? Esse efeito normalmente ocorre quando o fish está em um nível de pensamento acima do comum e passa a dar outplay nos regulares. Em primeiro lugar eles sabem como ninguém usar a própria imagem de fish que é bem forte e roubam potes de forma fácil quando cartas boas pro range deles aparecem. Esses jogadores sabem com certa precisão quando parar de betar ou foldar e passam a mudar e dominar a dinâmica da mesa.


Seleção de mesas


Vamos falar um pouco dos softwares de table selection. Eles ajudam a procurar por fishs e selecionar as mesas onde vamos jogar. Para um profissional é fundamental ter um software desses. Alguns exemplos deles são:

– TableScan Turbo

– Smart Buddy

– Poker Table Finder

Mesas com potes médios altos costumam ter fishs e também atraem mais deles, é por isso que as vezes temos mesas com dois ou três fishs. Em contrapartida essas mesas habitualmente possuem longas listas de espera, já que muitos regulares vão querer jogar na mesma mesa que eles.

No poker é importante identificar um jogo onde se tenha um edge sobre o field, para que no longo prazo se possa vencer. Não deixe seu ego te atrapalhar. No fim do dia, nenhum jogador regular vai querer jogar apenas contra regulares tão bons ou melhores do que ele.

“Pra ter sucesso no poker você não precisa ser o melhor jogador do mundo, só precisa ser melhor do que os jogadores contra quem estiver jogando.” – Chris Moorman

Tem dificuldade em alguma situação especifica do poker? Quer ver mais sobre algum tema comentado no artigo? Sugestão para outros temas?

Entre em contato conosco!

Boa sorte nas mesas e até o próximo artigo.


quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Planejando sua Mão


Planejando sua Mão no Poker



O que você teria feito se ele tivesse shovado? A pergunta me acertou com uma onda de confusão. Eu não sabia o que teria feito, na verdade nem tinha pensado sobre. Então, em pânico, eu cheguei à única resposta coerente para esta pergunta: “Eu teria chorado”.

Meu coach não achou graça “Como você pode apostar sem fazer idéia do que vai fazer no resto da mão?”. Esta é uma pergunta muito boa, uma que eu deveria ser capaz de responder e você deveria ser capaz de responder em qualquer mão significante que você jogue.

Ter um plano para sua mão é a chave para ter um jogo de nível decente, especialmente se você está jogando com deep stacks. É similar a outros conceitos do poker e parece até um conselho obvio, mas muitos não aplicam ao seu jogo.

É muito fácil se “desligar” enquanto jogamos, e acabarmos não pensando ativamente, jogando no “automático”. “Eu tenho uma mão decente”, você pensa, “então vou apostar” – Então você recebe um raise e não sabe o que fazer. Frequentemente os jogadores só pensam na ação quando ela acontece, mas isto dá ao seu oponente a iniciativa na mão e você acaba perdendo oportunidades de aplicar value bets ou blefes. Para ser um bom jogador, é essencial que você tenha um plano para a mão. Você deve formular uma estratégia o quanto antes e tornar isso compreensivo para você. Vamos descobrir como:

Questão de Tempo


Um dos grandes jogadores online e coach, Corwin Cole, recentemente foi perguntado sobre o que lhe dá vantagem sobre outros jogadores. Ele respondeu que sempre que se envolve em uma mão ele tenta considerar todas as possíveis situações que suas ações podem gerar em cada street. Conforme lê este artigo, pergunte-se com que freqüência você pensa em futuras ações quando joga uma mão, e o quão freqüente você apenas age no momento e reage ao que seu oponente faz…

Vamos conferir um pequeno exemplo. Você tem A-K e o flop trás K-8-6. Nesta situação você tem a melhor mão na maioria esmagadora dos casos. Entretanto, se você recebe agressão no flop e no turn, isto te coloca em uma situação onde você pode estar batido, mas pode ainda ter a melhor mão. Ao invés de sair apostando, só porque você tem a melhor mão, você deve planejar suas ações durante toda a mão. Por exemplo, em quantas streets você pretende tirar valor quando você tiver mesmo a melhor mão? Seu oponente é do tipo que pagará 3 streets com top pair ou mão pior? Se você for aumentado no flop, você vai aplicar um three bet ou só um flat call? Se você for aumentado nas streets futuras, isso sempre significará que seu oponente representa o nuts? O quanto você apostará em cada mão para assegurar que colocará o stack de seu oponente todo em jogo caso esteja convencido de que tem a melhor mão? Há algo que você possa fazer para disfarçar sua mão? Estas são perguntas que você precisa responder ao preparar seu plano para a mão.

Mudando de Faixas


O principio de planejar suas mãos é que o poker é um jogo de situação e não um jogo que pode ser jogado no piloto automático. Se você não pensar ativamente em um jogo de poker será muito difícil vencer. Na verdade, o melhor jogador possível não tem um estilo definido, já que ele tem de ser capaz de achar a melhor linha de ação para cada situação e se adaptar sempre. Assim, a idéia de planejar sua mão não é para lhe prender a um único curso de ação, mas para considerar as diferentes possibilidades e como você pode reagir a elas.

Para darmos outro exemplo simples, digamos que você tenha A-A e está no heads up com um jogador fraco e passivo. O flop vem T-8-2 rainbow e seu plano é extrair o máximo de valor do calling station. Então, você tentará colocar todos os stacks em jogo até a última street. Você aposta no flop e é pago. O turn é um 7. Você aposta de novo e o oponente instantaneamente dá um mini-raise. O perigo agora é que você está preso ao seu plano e imediatamente pensa em colocar todo seu dinheiro em jogo como você esperava.

Entretanto, se seu oponente é mesmo muito passivo a situação agora mudou. Ele pode ter aplicado um slowplay com um trinca, ter formado um straight ou dois pares no turn, ou até mesmo estar jogando uma mão que ele pensa ser a melhor, como A-T ou J-J, de uma forma estranha. O próximo deve ser determinado através de vários fatores, como sua imagem, a imagem dele, qualquer histórico contra o jogador, o tamanho dos stacks, etc. Entretanto, os dois pontos cruciais são que você pensou sobre esta situação, e que seu pensamento não ficou preso a um plano específico, mas se ajustou em diferentes ações. Idealmente você deveria ter antecipado esta possível situação, então você não entra em pânico pela agressão recebida no turn. Sendo assim, um pensamento mais completo seria: Eu estou tentando arrancar 3 streets de valor, mas se ele mostrar agressão em qualquer ponto depois do flop eu sei o quão passivo ele é e posso fazer um fold tranquilo.

Planejar a mão desde o inicio é vital para seu sucesso. Por exemplo, digamos que a mão foldou até você no cutoff e você considera fazer um raise. Não é o suficiente simplesmente pensar “Eu tenho Q-T, vou aumentar”. Você deve levar isso bem mais afundo e pensar nos jogadores depois de você. Com que frequência eles vão usar o three bet, qual será sua resposta a isso, com que range eles farão isso, com que range eles vão proteger o blind etc. Você precisa pensar também na ação além do préflop, em que tipos de flop você aplicará uma continuation bet e contra que jogadores, o quanto de valor você consegue tirar de cada um deles com o top pair no flop, e como o tamanho dos stacks de seus oponente mudará suas ações.

Uma boa regra a se empregar nos estágios inicias de uma mão é evitar jogar mãos com as quais você apostaria apenas uma vez no flop e então desistiria. Ou você coloca mais de uma aposta, como um blefe contínuo, ou não apostar desde o começo. Você só pode chegar a essa resposta planejando, jogando o préflop e analisando como você continuará em diferentes texturas de flop com sua mão contra diferentes oponentes que você tem enfrentado.

Através das streets você deve continuar a planejar e evoluir seus pensamentos sobre a mão. Digamos que você segure A-Q, que não acertou nada no flop, e fez uma continuation bet que foi paga no flop. Obviamente você deve pensar sobre o range de seu oponente e os tipos de mãos com as quais ele faria esse call. Porém, você deve pensar também nas streets futuras. Neste tipo de situação você deve pensar em específico nos tipos de mãos que lhe permitem atirar um second ou third barrel. Aqui você deve considerar como cada carta afetará como seu oponente vê seu range e como isso afeta a mão. Por exemplo, digamos que um rei venha no turn. Contra um jogador padrão que não pensa ativamente esta é uma carta boa para apostar novamente, e também no river, já que na maioria das vezes ela não terá ajudado o seu oponente, mas pode certamente ter acertado sua mão. Atirando novamente é mais complicado em bordos com muitos draws, já que você deve preparar um plano para cartas que completam o draw. Por exemplo, se o flush draw aparecer você pode apostar novamente e representar o flush? Será uma aposta com credibilidade? E quanto do range de seus oponentes é formado de flush draws?

Claro que há uma infinidade de situações que você pode encontrar, mas a idéia é ter certeza que você está pensando ativamente e planejando para as cartas que podem vir, para estar sempre um passo à frente de seus oponentes.

Para voltarmos a onde começamos, é uma boa pensar se há um bom jogador atrás de você enquanto joga. A qualquer momento ele pode aparecer e perguntar “O que você fará se o flush vier no river?” ou “E se o cara shovar?”. Quanto mais destas perguntas você for capaz de responder, maior é a sua capacidade de planejar a mão e pensar ativamente durante sua sessão – e você se tornará um jogador mais completo.





terça-feira, 18 de outubro de 2016

Puma Contrata André Akkari


Esportes Eletrônicos e da Mente são

Novo Alvo de Marcas de Material Esportivo



Por Adalberto Leister Filho


As marcas de material esportivo começam a voltar suas atenções aos esportes eletrônicos e aos chamados esportes da mente. Por trás da iniciativa está a tentativa de se conectar ainda mais com as novas gerações de consumidores.


“O e-sport [esporte eletrônico] é uma realidade no mercado brasileiro e mundial. Os jovens consideram o e-sport como algo tão importante quanto a atividade física. Vemos que existe espaço para o desenvolvimento de qualquer estilo esportivo, seja ele em campo ou virtual”, comenta Bruno Almeida, gerente sênior de RP da Adidas Brasil.


A empresa alemã de material esportivo conta com parcerias nos esportes eletrônicos tanto no Brasil quanto no exterior. No país, a Adidas é a fornecedora do CNB E-Sports Club, um dos principais times de esportes eletrônicos do Brasil. A equipe, inclusive, vende os uniformes com três listras em sua loja online. Os preços variam de R$ 119,99 a R$ 159,99.


“A Adidas também tem parcerias fora do país, principalmente no mercado asiático”, conta Almeida, cuja empresa atua como fornecedora de material esportivo das equipes.


A Puma, por sua vez, deu um passo na direção dos esportes da mente ao assinar com o jogador de Poker André Akkari um contrato de um ano. 
O jogador é um dos três brasileiros a vencer a Série Mundial de Poker (WSOP na sigla em inglês).

“A repercussão [do anúncio do patrocínio] tanto no digital quanto na imprensa foi muito boa. No momento, estamos discutindo duas ou três ideias de projetos com o André Akkari. Ele é um embaixador muito forte neste universo de esportes eletrônicos e da mente”, comenta Fábio Kadow, diretor de marketing da Puma do Brasil.

“Esses atletas têm uma preparação física muito forte e contam com muitos adeptos. É um segmento novo, muito forte e faz todo o sentido conversar com esse consumidor”, completa o executivo.

Já a Under Armour teve contrato com a jogadora de Poker Kristy Arnett, que foi embaixadora da marca nos Estados Unidos.

A Nike, por sua vez, não possui nenhum investimento nessa área. Recentemente, apenas lançou uma edição da chuteira Mercurial Superfly em parceria com a EA Sports, empresa de games.


Fonte: Maquina do Esporte



domingo, 16 de outubro de 2016

Main Event - World Series of Poker 2016

Main Event 2016 - WSOP Episode 1
O evento principal da World Series of Poker 2016, é o momento mais marcante do circuito, com os nove finalistas do Evento November Nine.

November Nine
ONDE: O Penn & Teller Theater no Rio® All-Suite Hotel e Casino, em Las Vegas, NV.

QUANDO: domingo, 30 de outubro até  terça-feira, 1 novembro

Dom. 30 de outubro - Todos os 9 jogadores - 8: 30-11pm ET (Live) ESPN; Após 23:00 sintonizar ESPN2
Seg. 31 de outubro - Finais 4 jogadores - 8: 00-11pm ET (Live) ESPN2
Terça-feira 01 de novembro - final 2 jogadores - 9: 00-11pm ET (Live) ESPN - Finale
PRÊMIO os nove finalistas irão jogar por um total de $ 25.432.920 (40% do total de prêmios). O cronograma de pagamento é:

PREMIAÇÃO:

1º Lugar: $ 8.000.000
2º Lugar: $ 4.658.452
3º Lugar: $ 3.451.175
4º Lugar: $ 2.574.808
5º Lugar: $ 1.934.579
6º Lugar: $ 1.463.906
7º Lugar: $ 1.250.000
8º lugar:  $ 1.100.000
9º lugar:  $ 1.000.000







Veja os demais Episódios no Canal PokerManiaBR




sábado, 15 de outubro de 2016

Relação de Bônus Grátis - Ativos em Outubro 2016



Relação de Bônus Grátis

Ativos em Outubro / 2016



Bônus Grátis SEM NECESSIDADE DE DEPÓSITO



Ganhe Grátis um bônus na
"partypoker" de $10 SEM DEPÓSITO!!!

Ou escolha a Duck Poker" ($10) e ganhe mais $3 na PokerMira oferecido pela BankRollMob  Clique aqui para ler o Tutorial Completo ).



BankRollMob também distribui diversos bônus em  outras salas de poker, mas verifique se o bonus que você escolher está liberado para seu país. Alguns são somente para jogadores de países europeus.

Seguindo os passos do tutorial eles liberam o dinheiro em no máximo 3 dias.








PokerStrategy oferece gratuitamente $10 de capital inicial Clique aqui para ver o Tutorial ).
E agora ficou muito mais facil conseguir seu dinheiro grátis.

Acabou o teste com perguntas. Basta se cadastrar e escolher uma das salas oferecidas para receber o seu capital inicial de $10  ( dez dólares ).


Atualmente eles estão distribuindo um capital inicial GRÁTIS na NetBet Poker, PokerStars, Bet365 e PartyPoker.  
Eles também oferecem $40 grátis na NetBetPoker, PokerStars, Everest Poker e na BetFred se você fizer um depósito mínimo de $20.


   









Este talvez seja o melhor e mais fácil bônus de se conseguir.
Você vai receber $8 iniciais e a medida que for jogando vão sendo liberadas outras parcelas até $88 dólares 


Basta baixar o programa da 888 Poker, se cadastrar e começar a jogar!!!!





Clique Aqui para baixar o programa da 888 Poker!!!




Estude as Estratégias Para Vencer no Poker


Para conseguir aproveitar esse dinheiro grátis, que você está recebendo, eu recomendo que você estude as Estratégias do Poker.

Estou sempre divulgando livros e revistas para estudo do jogo, você pode ver diversos e-books sobre o Poker na sessão "Livros e E-books", e na sessão "Dicas e Estratégias"  diversos artigos sobre o assunto.
Mas caso você queira um material mais completo eu recomendo o livro abaixo.



O Segundo é o  "Poker Classe A" escrito pelo Elton “MunhozVs” Rezende.

O Elton passou por diversas dificuldades antes de se tornar um jogador lucrativo, assim como a maioria dos jogadores ao começar no Poker.

E por isso ele decidiu criar uma espécie de atalho pra quem está lutando para se tornar um jogador lucrativo nos MICRO e LOW STAKES mas que ainda não conseguiu obter nenhum resultado satisfatório.

Então o Elton resolveu compilar tudo o que deu certo para ele em um único lugar e quebrar a curva de aprendizado pela metade para que você não tenha que passar por tudo ate se tornar lucrativo.

O "Poker Classe A" foi criado por um jogador de micro stakes para os jogador de micro stakes, um material que é feito para a sua realidade!

No livro você vai aprender:

- Como dominar a arte de jogar em posição.
- Como dominar a matemática do poker.
- Estratégias para jogar o flop.
- Como dominar as apostas.
- Estratégias: Gerais, para SNGs e para MTTs.
- Tells
- Blefes.
E muito mais...

Além do conteúdo descrito acima o produto conta com os seguintes bônus:

Bônus 1 - Tabela de outs e odds do poker que todo jogador deveria saber, mas que a maioria não conhece.
Bônus 2 – Minha estratégia pessoal para MTTs
Bônus 3 – Vídeo analise completa de um SNG de U$2,50 - 180 players
Bônus 4 – Grupo exclusivo para discussão no Facebook
Bônus 5 – Live Sweat do jogador profissional Mike Leah
Bônus 6 – Sessions reviews mensais de torneios jogador por membros do poker classe A

Clique Aqui para Conhecer Melhor o "Poker Classe A"





 Experimente o PokerTracker 4 Gratuitamente

O PokerTracker 4 é uma ferramenta criada e aperfeiçoada por jogadores de Poker.
O PT4 acompanha, analisa e ajuda a melhorar sua performance no Poker OnLine.
Atravéz das informações coletadas de cada jogador nas mesas, o PT4 é um poderoso instrumento para ajudar nas decisões que tomamos em cada mão jogada. 
O PokerTracker 4 suporta "No Limit", "Limit", "Pot-Limit", "Sit-and-Go" e "Torneios Multi-Table".

Aproveite a oportunidade de conhecer o PT4 Completo por 30 dias Gratuito.
Garanto que você vai se apaixonar pelo PokerTracker 4!!!!




Agora você pode também testar o
Holdem Manager 2 DE GRAÇA!!!

Assim como o PT4, o Holdem Manager 2 é uma ferramenta de grande importancia para aqueles que querem levar o Poker à sério!!!

Experimente o programa por 30 dias GRATUITAMENTE.
Use o banner ao lado para acessar a página de DOWNLOAD.



sexta-feira, 14 de outubro de 2016

Fedor Holz o Messi do Poker

Fedor Holz teve uma ascensão meteórica no mundo das cartas e fichas e hoje é um dos grandes nomes do Poker


Por Victor Marques

O Poker foi um jogo que se reinventou ao longo dos anos. No inconsciente coletivo, o jogo é uma reunião de malandros, em salão enfumaçado onde alguém pode tirar o “ás da manga” e vencer. A realidade sempre foi um pouco distante disso. Com a inclusão da TV no negócio, descobrimos que pessoas normais gostam de praticar o Poker. Pessoas como eu e você que está lendo a coluna. Gente que busca diversão, adrenalina e passar bons momentos com amigos. Nada a ver com o caricato Velho Oeste.

Nesse sentido, o poker deixou de parecer um “jogo de velho” para ser abraçado por gente de toda sorte. A figura do jovem que joga pela internet, do empresário que viaja para jogar os torneios mundo afora e até mesmo dos próprios velho, que se sentem incluídos quando sentam com suas fichas nas mesas.

Os grandes nomes do Poker nos últimos tempos, por competência, foram Daniel Negreanu, um ex-dealer canadense de ascendência romena, Phil Ivey, um negro da Califórnia, operador de telemarketing, Chris Moneymaker, o homem que revolucionou todo o negócio, que era apenas um pacato contador do Tennessee quando ganhou o evento principal da World Series of Poker em 2003. Tudo muito diferente do imaginário popular, que vislumbra príncipes modernos bancados pelo dinheiro dos pais jogando. O nome disso é automobilismo, no Poker é diferente. Tem espaço para todos, inclusive para os abastados monarcas. Essa é a graça do jogo.

Messi das cartas


Digo tudo isso para apresentar Fedor Holz, o garoto que vem causando discussões apaixonadas no mundo do Poker. O Messi das cartas. Nascido na Alemanha, mais precisamente na cidade de Saarbrucken, muito perto da França, no ano de 1993, Holz teve uma ascensão meteórica no mundo das cartas e fichas. Vindo de uma família de classe média, o garoto se especializou em todas as vertentes do Poker. Tanto online quanto live ele é grande ganhador. Segundo George Danzer, um dos próceres do jogo na Alemanha, tudo aconteceu muito rápido para Fedor Holz: “Em questão de meses ele jogava torneios de 50 dólares, dizia que apreciava meu jogo e logo depois ganhou os títulos mais importantes do mundo do Poker”.



Morando hoje em Viena, capital da Áustria, as estatísticas apontam que o craque já faturou mais de US$ 20 milhões, sendo o maior ganhador da Alemanha e o 9º colocado na lista dos maiores ganhadores do poker em todos os tempos. Tudo isso aos 23 anos. Essa lista aponta só os feitos nos eventos presenciais.

No poker virtual, Holz enfileirou títulos e milhões de dólares, o último grande feito foi o segundo colocado no torneio 28 do WCOOP (World Championship of Online Poker), que custava módicos US$ 102.000 de inscrição e que teve o jovem alemão como segundo colocado, adicionando US$ 1 milhão a sua conta. Além disso, ele tem, ainda que secretamente, treinado e investido em outros jogadores e que tem representado bons lucros para o garoto de Saarbrucken.

A vida intensa de Fedor Holz nas mesas contrasta com a tranquilidade fora delas. São raras as festas que o alemão frequenta, acaba preferindo reunir amigos em casa e de preferência nos períodos em que nenhuma série de poker esteja sendo jogada. Gosta muito de discutir mãos com os amigos, nas palavras de George Danzer: “Holz gosta muito de saber as linhas que adotamos em uma mão complexa. Só não conte para ele situações normais de jogo”. Outra faceta do jovem é o investimento “não oficial” na Global Poker League, torneio entre times do mundo inteiro e também a caridade, doando parte de seus ganhos a instituições na América do Sul.

A melhor coisa do poker, além da inclusão e divertimento, está no fato de que os heróis não são os garotos ricos, homens maus do Velho Oeste, malandros ou espiões. Os grandes protagonistas são gente que batalha para se qualificar e fazer bonito nas mesas. O dinheiro vem depois. Nunca antes.

*Victor Marques, o Vitão, é ex-jogador profissional de poker, narrador, repórter e blogueiro do Superpoker e do Bandsports

Fonte: IG Esporte



Veja Também:






quarta-feira, 12 de outubro de 2016

terça-feira, 11 de outubro de 2016

WSOP no Brasil


WSOP Circuit no Brasil

 vai valer vaga na disputa de bracelete



Nas últimas semanas a Word Series Of Poker (WSOP) anunciou a grade de torneios que vão acontecer no Brasil durante os dias 26 de outubro e 2 de novembro. Pela primeira vez na América do Sul, vai acontecer uma etapa da WSOP Circuit, a ser realizada na cidade de São Paulo, no Transamerica Expo Center. Serão 27 torneios no cronograma, entre eles 14 onde o campeão será premiado com um anel exclusivo do evento. A agenda dessa série pode ser verificado no site oficial da organização e também no post “Definido calendário da WSOP São Paulo, o principal torneio do mundo agora no Brasil”, no entanto a novidade da vez agora é que braceletes também estarão indiretamente em disputa durante a competição. 

O vencedor do main event e o jogador que acumular o maior número de pontos nos torneios onde anéis estão em disputa ganharão uma vaga no WSOP 2017 Global Casino Championship. Um evento que reunirá os melhores jogadores do mundo que competiram em algum circuito do WSOP em 2016. O torneio deve acontecer em agosto de 2017 no Harrah Cherokee Casino Resort, nos Estados Unidos e terá um prêmio garantido de USD 1.000.000,00, além de um bracelete de ouro para o campeão. 

Os irmãos Walter e Wagner Ripper, sócios da Livebox, responsável pelo WSOP Circuit Brazil afirmam: “O ano de 2017 será histórico para o WSOP Global Casino Championship, que pela primeira em vez receberá dois jogadores classificados em um evento realizado no Brasil, que disputarão o sonhado Gold Bracelet”, disse Walter Ripper. “O WSOP Circuit Brazil contará com os 14 eventos de anel em uma grade de 27 eventos. A grade foi pensada para dar a chance do anel a todos tipos e bolsos de jogadores” comentou Wagner Ripper. 

Jogar o WSOP, é um louro na carreira de qualquer esportista de poker e um sonho para os amantes do esporte. Com o evento acontecendo no país, será mais fácil a participação dos brasileiros que não tem a chance de disputar o WSOP que acontece anualmente em Las Vegas. Mesmo com certa dificuldade o nosso país possui três campeões mundiais de poker: Alexandre Gomes, André Akkari e Thiago Decano.





segunda-feira, 10 de outubro de 2016

Estratégia Básica para Omaha


Ainda não sabe jogar Omaha?

Aprenda a estratégia básica

e veja o que você está perdendo




Por Gabriel Grilo

Você acha o No-limit Hold'em complicado? Estimar ranges, contar outs, calcular pot odds e a equidade da sua mão parece um esforço hercúleo? Imagine, então, se todos os jogadores tivessem quatro cartas na mão ao invés de duas. 

Esse é o conceito do Omaha, que explodiu em popularidade nos últimos anos e é normalmente jogado na variação pot limit. Chegou a hora de entender a estratégia básica do Omaha e as principais diferenças para o Hold'em

É fácil de entender o sucesso da modalidade que ganhou o nome de uma cidade no estado de Nebraska, nos Estados Unidos. Com duas cartas a mais para cada jogador, a ação é intensificada e mais jogos fortes aparecem. Confira abaixo dicas importantes para jogar o Omaha e adicione ainda mais emoção ao seu home game


Entenda a força relativa nas mãos 


No Omaha, mãos como dois pares, trincas, sequências, flushes pequenos e até full houses que não sejam o nuts (o melhor jogo possível) devem ser jogados com cautela, especialmente em potes multiway (com mais de dois jogadores envolvidos). 

Em um board que tenha duas cartas iguais, por exemplo, mesmo um flush de às pode ser facilmente foldado, devido à probabilidade razoável de que alguém tenha feito um full house. 

Enquanto no Hold'em o AA possui 85% de equidade contra um range aleatório, no Omaha o AAxx é apenas 65% favorito contra o mesmo range. Com esses números fica fácil perceber que no joguinho de quatro cartas o foco é entrar com mãos que irão jogar bem após o flop. 


Para conseguir isso, dê preferência para mãos "double suited", ou seja, que possuam duas cartas de paus e duas de copas (ou de quaisquer outros dois naipes), por exemplo. Mãos com grande potencial pra sequência como JT98 e KQJT jogam bem, enquanto segurar cartas baixas é geralmente um sinal de alerta para desistir. 

Tome cuidado com os draws 


No Omaha, é normal acertar pelo menos uma queda no flop, mas devido ao maior número de jogos fortes que se formam, pagar para acertar quedas que não sejam o nuts ou semi-nuts vai diminuir bastante a sua lucratividade. 

O motivo é que parte das vezes você não acertará a carta que precisa e, quando acertar, pode acabar perdendo um pote gigantesco com flush x flush maior ou full house x full house maior, por exemplo. É por isso que a melhor mão do jogo é AAKK, com os áses tendo os mesmos naipes dos reis (como na foto abaixo), já que irá sempre fazer o nut flush e full houses altos. 


A ferramenta para evitar situações como essa é controlar o pote e, para conseguir fazer isso, é importante prestar atenção na próxima dica. 

Valorize ainda mais a posição 


Já falamos sobre as posições em uma mesa de poker e porque elas são tão importantes. No Omaha, por causa da menor diferença de força entre as mãos pré-flop, a maior parte da ação ocorre depois que as cartas comunitárias já estão na mesa. 

Isso torna a posição ainda mais essencial, te permitindo dar check depois do oponente e ver uma carta grátis ou apostar, colocando pressão para expulsar os outros jogadores do pote. 


Quando tiver posição sobre o adversário e um jogo com potencial, procure aumentar pré-flop para diminuir o número de jogadores na mão. Jogar o pote heads-up facilita as decisões e as estimativas de ranges e outs. 

Proteja seu jogo 


Conseguiu um bom jogo no flop? Então é hora de ser agressivo, apostar e proteger a sua mão. Deixar o adversário ver cartas grátis é perigoso pois muitas cartas podem melhorar o jogo dele. 

Por isso o slowplay, tática em que o jogador com uma mão muito forte dá apenas check para esconder a força de seu jogo, pode ser utilizada apenas em raras situações. 

Além de proteger seu jogo, apostar garante que você extraia valor de oponentes que estejam pagando com mãos piores ou perseguindo draws. 

Se prepare para a variância 


Não importe quão bem você jogue, no Omaha as equidades (a porcentagem de cada mão ganhar o pote) são bem mais próximas do que no Hold'em. O objetivo é sempre conseguir colocar todas as fichas no meio da mesa com a melhor mão, mas você raramente será um grande favorito. 


Por isso, é muito importante ter um psicológico equilibrado e conseguir conviver com a variância da modalidade, bem maior que a do Hold'em. A menos que você consiga pensar "fiz a jogada certa e só isso importa" e seguir em frente, a montanha russa de emoções será longa. 

O vídeo abaixo exemplifica perfeitamente as reviravoltas do Omaha e como cada carta que acerta a mesa pode causar grandes mudanças na equidade. Os poker pros Andrew Robl e Patrik Antonius se envolvem em all in no flop 4A7, com duas de ouros. 

Robl segura AQQJ, naipado em espadas, e Antonius tem 9865, naipado em ouros. O primeiro ponto a se notar é que, mesmo estando à frente no momento, Robl possui apenas 27% de chances de ganhar o pote de US$262.200, já que Antonius possui um flush draw e um straight draw. 

Ambos decidem bater o turn e o river quatro vezes, medida muitas vezes usada em jogos high stakes para diminuir a variância, com 25% do pote sendo disputado a cada vez. 

Na primeira vez, Antonius não acerta nenhuma de suas quedas e Robl leva um quarto do pote. O dealer dá as cartas novamente e Patrik acerta o flush no turn, mas o J dá dois pares para Andrew e o às no river completa seu full house. 






Na terceira vez que o turn cai no pano, um T aparece e Antonius ganha ainda mais draws de sequência, possuindo 60% de chance de vitória com apenas uma carta por vir, mas o river não ajuda. 

As últimas cartas trouxeram mais uma reviravolta: Antonius acerta o 3 de espadas no turn para completar seu straight, mas Robl fica na queda para o flush e leva o pote todo quando o T de espadas cai no river. A chance de Robl ganhar as quatro vezes era menor do que 0,5%, se tornando uma das maiores bad beats da história do poker televisionado. 

Esses são pontos importantes para quem quer se aventurar no jogo de quatro cartas, mas apenas arranham a superfície da estratégia de Omaha. Sente em uma mesa para experimentar, apresente o jogo para os amigos e comece a pensar nas possibilidades que as duas cartas extras abrem. Provavelmente você, assim como todo o meio do poker, irá se apaixonar.

Fonte: SuperPoker



sábado, 8 de outubro de 2016

Daniel Negreanu de Peruca????

Heads Up Poker entre Daniel Negreanu e Scotty Nguyen.
Negreanu coloca uma peruca e se veste igual ao Nguyen.
Video muito engraçado. Negreanu é um showman!!!







sexta-feira, 7 de outubro de 2016

Divertida disputa entre Phil Hellmuth X Sam Grizzle

Quando o poker fica pessoal, situações incríveis acontecem. Como este momento memorável entre Phil Hellmuth e Sam Grizzle, dois grandes tubarões em um pequeno tanque...

Divirta-se conosco assistindo mais este grande momento do poker!





Free no deposit poker bonus at BankrollMob


quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Técnicas para Controlar o Tilt




5 Técnicas Infalíveis
pra Você Controlar o Tilt